20% das ligações realizadas para o Samu de Porto Alegre em janeiro foram feitas por engano


Imagem: Cristine Rochol/ PMPA.

As ligações por engano para o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) de Porto Alegre totalizaram 20% dos chamados realizados em janeiro. Das 20.475 solicitações, 4.068 foram por engano, segundo motivo mais comum dos contatos telefônicos.

“Em muitos casos, as pessoas ligam para o 192, mas na verdade querem falar com outros serviços de emergência, como Bombeiros ou Brigada Militar”, explicou a enfermeira do Núcleo de Educação Permanente, Dinorá Cenci.


Das solicitações feitas em janeiro, apenas 45% viraram atendimentos, totalizando 9.207. Os outros chamados (55%) dividiram-se em ligações por engano (20%), pedidos de informações fora do contexto de urgência e emergência em saúde (15,8%), ligações interrompidas (9,8%), trotes (3,44%), chamadas repetidas (2,84%) – quando mais de uma pessoa liga para a mesma ocorrência – e atendimentos fora da área de abrangência do Samu (2,65%).


Ao entrar em contato com o serviço, é importante saber que o Samu atende situações de risco de vida. Para outras informações não relacionadas ao tema, o 192 não deve ser acionado, pois isso pode prejudicar o atendimento de quem realmente precisa.


Aplicativo


Desde dezembro, é possível acionar o serviço por um aplicativo no celular denominado Chamar 192, disponível nos sistemas Android ou IOS. Após baixar o aplicativo, a pessoa deve fazer um cadastro informando os dados solicitados, que ficarão à disposição da telefonista para ligações futuras, agilizando o atendimento.


Fonte: O Sul

0 comentário