2022 e as previsões para o ano regido pela Orixá Oxum


Imagem: reprodução/ Internet.

Com 2021 chegando ao fim, as atenções se voltam aos Orixás — divindades das religiões de matriz africana — que vão governar 2022. Como o próximo ano se inicia em um sábado, Oxum, Rainha das águas doces, rios e cachoeiras, da riqueza, do amor, da prosperidade e da beleza, é quem vai reger os 365 dias. Ao seu lado, Oxalá, o Pai de todos e Orixá da vida, vai estar à frente das mudanças.


Para projetar 2022, conversamos com o representante do Conselho Municipal dos Povos de Matriz Africana de São Leopoldo (Compotma), Pai Dejair de Ogum.


Ano para Oxum Por Oxum ser a dona do brilho, do dourado, da vaidade e da beleza, 2022 traz expectativas positivas para a área cultural, principalmente para as artes plásticas, artesanato e tudo aquilo que lida com o conceito de belo e da estética, explica Pai Dejair. “Como Oxalá rege juntamente, espera-se um ano voltado às questões espirituais também”, afirma. A tendência é que 2022 seja um ano de muitas chuvas, úmido e com fenômenos hidrográficos intensos pela Orixá ser rainha das águas doces.


Além disso, será um ano que favorece à gestação para aquelas mulheres que querem ter filhos. Outro aspecto “favorece as mulheres nas questões pessoais e de emponderamento, pois a Mãe Oxum cuida das questões que valorizam a mulher como indivíduo e a harmonia familiar”, afirma o representante. Abrandamento da pandemia Segundo Pai Dejair, os reflexos da Covid-19 devem estar controlados e as doenças vão estar mais “calmas”, mas ele adverte para os casos de doenças cardíacas. “Pessoas com problemas de pressão alta, questões emocionais aflorando muito. Um ano que se chama atenção às pessoas que têm propensão a problemas cardíacos a terem um cuidado melhor nessa parte”, avisa. Vaidade e individualidade


Como o ano vai ser regido por Oxum, as relações interpessoais tendem a ser mais conturbadas devido ao fato da vaidade, o que faz com que as pessoas se vejam como o centro das atenções, pensem somente em si e acabem esquecendo do coletivo.


Surpresas no ano político Com o ambiente polarizado há anos, 2022 não será diferente. “As vaidades vão vir à tona, uma renovação no panorama geral e muitas surpresas em nomes que vão surgir. Confrontos diversos, inclusive trazendo tristeza nos resultados das urnas para algumas pessoas”, prevê Pai Dejair.

Finanças ainda em crise


Na economia, a tendência é que a situação continue parecida com a deste ano, não só Brasil, mas também no mundo todo. “As pessoas vão passar por muitas privações. Economicamente, 2022 não vai ser fácil. A população vai reter suas economias e aqueles que já são ricos vão crescer mais e não partilhar com o outro”, afirma.


Para entrar 2022 Pai Dejair explica que é interessante que as pessoas utilizem peças de roupa que façam alusão ao Orixá que vai reger o ano. Além do branco, que representa Oxalá, pode-se usar amarelo e dourado (cores de Oxum). Na ceia, frutas, como mamão, melão ou carambola e doces derivados do ovo, principalmente quindim.


Simpatias para ter um próspero ano novo


  • Usar algum adorno dourado ou prateado que fique em contato com a pele;

  • Ter uma moeda em um dos bolsos e segurá-la quando for meia-noite.


Guilbert Trendt, da Redação Start.


0 comentário