top of page
Buscar

316 unidades habitacionais do Minha Casa, Minha Vida vão ser construídas em São Leopoldo


O governo federal retomou nesta quarta-feira (22), o maior programa habitacional do Brasil, que já beneficiou 6 milhões de brasileiros com casa própria. A volta do programa teve início com o anúncio da primeira etapa do programa Minha Casa, Minha Vida, em solenidade no Palácio do Planalto com a presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. São Leopoldo teve dois projetos selecionados para a construção de unidades habitacionais: o Loteamento Cerquinha e o Empreendimento Moradas Caibaté.

 

As construções subsidiadas pela Caixa fazem parte do novo programa Minha Casa, Minha Vida (MCMV) para famílias da Faixa 1, com salários de até R$ 2.640,00. Com recursos do Fundo de Arrendamento Residencial (FAR), serão investidos cerca de R$ 45 milhões nos dois projetos. Os secretários Nelson Spolaor e Karina Camillo representaram o prefeito Ary Vanazzi na solenidade.

 

O projeto do Loteamento Cerquinha irá beneficiar moradores que vivem em situação de risco e vulnerabilidade às margens do Arroio Cerquinha já cadastradas. Com a construção de 124 unidades habitacionais em uma região já urbanizada e com infraestrutura, esses moradores serão realocados para as novas residências. A Secretaria Municipal de Habitação (Semhab) irá abrir chamada pública para selecionar a empresa ou instituição responsável pela construção das casas.

 

O Empreendimento Habitacional Moradas Caibaté foi selecionado para a construção de 192 unidades habitacionais no bairro Campina. A prefeitura de São Leopoldo, por meio da Semhab, firmou parceria para construção do conjunto comercial com a empresa LBF Engenharia, que agora enviará o projeto de construção para aprovação da Caixa. A seleção das famílias beneficiadas será realizada pela Semhab, por meio de cadastramento, dentre as famílias que se encaixam na categoria salarial da Faixa 1 do novo MCMV. O processo de seleção será realizado somente após a aprovação dos projetos pela Caixa.

 

O secretário-geral do Governo, Nelson Spolaor, destacou a importância destes projetos para o desenvolvimento de São Leopoldo. “Não medimos esforços no governo Ary Vanazzi para garantir a moradia destas 316 famílias. Estamos muito felizes com essa seleção que agora vai gerar empregos na construção civil, desenvolvimento econômico, qualidade de vida e dignidade para estas famílias”, disse.

 

“Nosso país, por meio do governo Lula, está voltando a investir em políticas habitacionais. A proposta do Cerquinha vai atender famílias que estão em uma situação de vulnerabilidade que aguardam desde 2012, é uma notícia maravilhosa”, explicou a secretária de Habitação, Karina Camillo.

0 comentário
WhatsApp Image 2024-02-26 at 16.17.18.jpeg
Caixinha de perguntas Start.png
bottom of page