A barbárie se "liberta": filha de Manuela d’Ávila de apenas cinco anos, recebe ameaças de estupro


PORTO ALEGRE: a candidata a vice-presidência em 2018, Manuela d’Ávila usou suas redes sociais nesta quarta-feira (02) para denunciar que sua filha de cinco anos, Laura, sofreu ameaças de estupro. Segundo a publicação, um dos pais de um aluno da escola da menina fotografou a criança e enviou a foto para “grupos que distribuem ódio nas redes”, após isso começaram as ameaças.


Manuela relata que já passou muitos anos de violência em sua carreira, mas algo envolvendo a escola de Laura e uma foto circulando pelas redes é a primeira vez. De acordo com a ex-candidata, a polícia já foi informada e está investigando o caso e que, além das ameaças a sua filha, também houve ameaças de morte contra ela.


POLÍCIA INVESTIGA O CASO


A Polícia Civil do Rio Grande do Sul confirmou, nesta quinta-feira (3), que a ex-deputada federal Manuela D'Ávila (PCdoB) registrou boletim de ocorrência relatando ameaças contra si e sua filha, de cinco anos. Segundo a chefe de polícia do RS, delegada Nadine Anflor, o caso é investigado pela Delegacia de Repressão aos Crimes Informáticos (DRCI), em Porto Alegre.

O titular da DRCI, André Anicet, confirmou ao G1 que é investigado o crime de ameaça contra a ex-deputada. "Apuração em andamento", disse.


Redação do www.startcomunicacaosl.com.br

0 comentário