Adolescente é agredido por pai de aluno em frente à escola de Novo Hamburgo


Cãmeras de segurança mostraram o momento da agressão. | Imagem: reprodução;

Um adolescente de 17 anos foi agredido por um homem de 45 anos em frente ao Colégio Estadual Dr. Wolfram Metzler. As câmeras de segurança da escola gravaram as cenas de violência que aconteceram no início da tarde desta quinta-feira (28) na área central de Novo Hamburgo. O jovem agredido disse que ele e a namorada, de 17, saíram da escola e chamaram um motorista de aplicativo por volta do meio-dia. Ele explica que os dois confundiram o veículo e entraram em um carro particular semelhante ao que o aplicativo indicava.


No vídeo é possível ver o momento em que um Chevrolet Onix estaciona perto de um grupo de estudantes e os adolescentes entram no carro. Ele lembra que só percebeu que estava no veículo errado quando o motorista começou a ofendê-los. Os dois alunos ficaram no automóvel por dez segundos e depois saíram. Com a pressa, o jovem não teria notado que uma das portas ficou entreaberta. O homem, que é pai de um aluno da escola, desceu do carro e agrediu o adolescente.


Uma mulher que aguardava a filha, também aluna do colégio, afirma que saiu do veículo e gritou por socorro. Ela diz que também tentou separar a briga junto com outros estudantes, até que o motorista parou de bater no jovem e foi embora, junto com o filho que ajudou a apartar o pai do conflito. Na sequência, o casal procura a diretoria para pedir ajuda. O adolescente relata que a agressão foi inesperada "fisicamente eu ainda tenho dores e mentalmente é mais a questão do medo, de não saber o que pode acontecer".


Nesta sexta-feira (29), a direção da escola emitiu uma nota sobre o caso, manifestando repúdio e indignação com o fato. O homem envolvido na situação não se pronunciou. A escola disponibilizou vídeos de câmeras de segurança para a BM e uma ocorrência foi registrada na Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) de Novo Hamburgo. O casal não será identificado para preservar as identidades dos jovens conforme o Estatuto da Criança e do Adolescente.


Posicionamento da escola


"Na manhã da quinta-feira, 28/04/22, por volta das 12h15min, alunos do Colégio Wolfram, após a saída da aula, entraram em um carro por engano, acreditando tratar-se do UBER que haviam chamado. Os alunos ao perceberem o engano saíram rapidamente do carro, deixando a porta aberta, o que gerou uma discussão com o motorista do veículo. Instantes depois o motorista sai do carro furioso, pega um dos alunos pelo pescoço joga várias vezes contra o carro e desfere socos no menino, logo depois é segurado por alguns alunos que estavam próximos. Após o ocorrido a família do aluno agredido registrou boletim de ocorrência na polícia, que foi na escola pegar imagens das câmeras para averiguar o fato.


O Colégio Wolfram preza a não violência, busca fomentar entre os alunos o dialogar, a empatia e a educação para a paz. Nos solidarizamos com as famílias dos alunos agredidos e colaboraremos com a justiça para que a situação seja resolvida. Não podemos tolerar qualquer tipo de violência, não podemos ver cenas como essas que ocorreram em frente a escola e pensar que isso é normal, não podemos presenciar uma agressão e ficarmos calados. Nossa posição diante desse acontecimento é de repúdio e indignação.


Acreditamos que nosso papel, enquanto Instituição de Ensino, é contribuir para que tenhamos uma sociedade livre de violências, por esse motivo, divulgamos o ocorrido e colocamos essa nota de repúdio em nosso site, para que de alguma forma essa agressão covarde sirva de exemplo para que a justiça seja feita e que isso não volte nunca mais a acontecer."


0 comentário