top of page
Buscar

Agosto será marcado por oscilações de temperatura no RS; segunda quinzena terá tempo mais instável


Imagem: André Avila/ Agência RBS.

Conforme esperado para um agosto com influência do fenômeno El Niño, o mês que se inicia nesta terça-feira (1º) será marcado por oscilações entre temperaturas acima e abaixo da média no Rio Grande do Sul. O tempo deve permanecer estável nos primeiros 10 dias, mas a passagem de frentes frias trará predomínio de instabilidade para a segunda quinzena, apontam especialistas.


"Será um agosto típico de El Niño, não um mês com bastante frio. Estamos em uma zona de transição entre as massas de ar, com facilidade de entrar massa de ar frio e quente", resume Henrique Repinaldo, meteorologista do Centro de Pesquisa e Previsões Meteorológicas (CPPMet) da Universidade Federal de Pelotas (UFPel).


De acordo com a meteorologista da Sala de Situação do Estado, Vanessa Gehm, o mês iniciará com temperaturas mais elevadas do que o normal, registrando nesta quarta-feira (2) o ápice do calor. Em municípios da Fronteira Oeste, como São Borja, os termômetros podem passar dos 30°C.


A tendência, contudo, é que uma frente fria chegue no final desta semana, reduzindo as temperaturas e trazendo chuva. No sábado (5), a instabilidade deve se espalhar por diversas regiões do Rio Grande do Sul.


Repinaldo explica que as temperaturas ficam entre amenas e quentes (acima da média) nos primeiros 10 dias porque as frentes frias não conseguem entrar com força na atmosfera. O mesmo período terá chuva abaixo da média – a frente que chega nos próximos dias não deve causar volumes significativos de água, ou seja, não há previsão de temporais.


"Depois, a tendência é que essa massa de ar quente comece a deixar a região, dando espaço para que entradas de ar frio comecem a dominar mais. Então, entre os dias 10 e 24 de agosto, teremos temperaturas abaixo da média. Podemos ter mínimas entre 0°C e 5°C em algum momento e tardes mais frias", comenta o meteorologista do CPPMet.


O período citado por Repinaldo será o mais frio do mês, com possibilidade de geada. Também há chance de neve, principalmente nas zonas mais altas – isso porque ainda estamos no inverno e teremos massa de ar polar. Segundo o especialista, as temperaturas médias para essa época ficam em torno de 10°C e 12°C para mínimas e entre 18°C e 20°C para máximas.


Segunda quinzena de tempo mais instável

A diminuição da temperatura será causada principalmente pela cobertura de nuvens, já que a segunda quinzena do mês terá tempo mais nublado e instável, afirma Vanessa.


"Ficará um pouco mais abaixo da média na comparação com os últimos dois meses, mas nada muito significativo. As manhãs tendem a ser mais frias e, a partir do turno da tarde, as temperaturas se elevam. Na metade norte do Estado, devem ficar quase 1°C abaixo do esperado para o mês", diz a meteorologista da Sala de Situação do Estado.


Vanessa ressalta que as chuvas voltarão a ser mais frequentes e significativas na segunda metade de agosto, em função de maior atuação de frentes frias e áreas de baixa pressão. Por isso, a precipitação deve ficar dentro ou levemente acima da média para o mês em todo o RS.


"Com a passagem dessas frentes frias, teremos ciclones extratropicais, mas não necessariamente atuando sobre o Estado. Geralmente, eles ocorrem no oceano, com pouca influência, mas sempre que tem frente fria, terá ciclone associado, mesmo que bem afastado do Estado", esclarece Repinaldo.


Fonte: GZH

0 comentário
banner superior START CARNAVAL 2024.png
Caixinha de perguntas Start.png
bottom of page