Aluno é suspenso de colégio em SP por levar melancia para compartilhar com os amigos


Imagem: reprodução/ Twitter.

Um aluno do terceiro ano do ensino médio de um colégio particular da Penha, na Zona Leste de São Paulo, foi suspenso das aulas depois de levar uma melancia inteira para a escola e compartilhar com os amigos na última quarta-feira (16). A suspensão gerou polêmica nas redes sociais e chamou a atenção por mencionar que o garoto “causou tumulto e desordem” ao compartilhar a fruta no intervalo e dentro da sala de aula, numa atitude que a escola chamou de “transgressora para o ambiente escolar”. “O aluno acima foi suspenso por 1 dia por trazer uma melancia inteira e compartilhar com muitos alunos no intervalo e sala de aula, gerando tumulto e desordem. Essas atitudes são incompatíveis com o ambiente escolar, transgredindo o ambiente escolar”, disse o documento do colégio que circula nas redes sociais.


Funcionários do Colégio Fereguetti ouvidos pelo g1 na condição de sigilo afirmaram que, na verdade, o aluno não foi suspenso apenas por compartilhar o alimento entre os colegas de sala, mas também por fazer “palhaçadas e colocar o alimento na cabeça”.

“A história tá sendo contada errada. Ele de fato distribuiu a melancia entre os colegas, mas também pegou o alimento e ficou rodopiando, colocando na cabeça e fazendo palhaçada. Ele espalhou sujeira na sala, no pátio e nos banheiros”, disse uma funcionária da escola.

O que diz o colégio

Procurada pela reportagem, a direção do Colégio Fereguetti confirmou a história e disse que o garoto de 17 anos fez “algazarra com a fruta”, entupindo os banheiros do colégio com as sobras do alimento. “Infelizmente a história começou a circular porque esse aluno mandou o bilhete para um primo de outro estado, que começou a circular o documento nas redes sociais sem o devido contexto. O que de fato aconteceu é que esse aluno, de 17 anos e que está conosco há 14 anos, trouxe a melancia pra escola não apenas para compartilhar com os colegas, mas também fazer algazarra com a fruta”, disse a secretária-executiva da escola, Talita Izidoro.


“É um menino muito bom, mas que trouxe a melancia inteira e começou a espalhar restos pelo corredores, colocando a melancia na cabeça dele e dos colegas, e também jogando os restos nas privadas da escola. Os banheiros usados por todos os alunos ficaram entupidos. A mãe dele já foi chamada para conversar e disse lamentar pelo episódio”, afirmou Izidoro.


O colégio também compartilhou nas redes sociais um post supostamente feito pelo próprio aluno em que ele se desculpa pelo episódio com a equipe pedagógica e conta o que aconteceu.


O g1 tentou fazer contato com a família do garoto, mas não obteve retorno até a última atualização dessa reportagem. A escola lamentou que o nome do colégio esteja sendo alvo de críticas nas redes sociais sem o devido contexto.


Repercussão nas redes sociais

A repercussão do episódio foi tanta que a ativista da alimentação saudável, nutricionista e chef de cozinha Bela Gil - filha do cantor Gilberto Gil - compartilhou o relato nas redes sociais e disse que ligou na escola para entender o ocorrido. “Olha aí a melancia sempre causando! Liguei para a escola onde o suposto fato ocorreu e a instituição preferiu não se manifestar para confirmar ou desmentir a história”, postou a nutricionista em tom de piada.


Fonte: g1

0 comentário