Após ataque hacker, Queiroga diz que governo possui backup e que dados não serão perdidos


Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, em Belo Horizonte nesta sexta-feira (10) | Imagem: TV Globo

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse nesta sexta-feira (10) que os dados da população que estavam no ConecteSUS – plataforma que mostra comprovantes de vacinação contra a Covid-19 – não serão perdidos após o ataque hacker.


Segundo o ministro, existe backup das informações.


"É um prejuízo muito grande. São pessoas criminosas, nós esperamos encontrá-las e punir exemplarmente. (...) Mas esses dados não serão perdidos, o Ministério da Saúde tem todos os dados, é só uma questão de resgatar esses dados e colocá-los à disposição da sociedade", afirmou Queiroga, em visita a Belo Horizonte.


O site do Ministério da Saúde, o aplicativo e a página do ConecteSUS foram invadidos por hackers na madrugada desta sexta-feira (10). O problema também afetou o sistema de notificação de casos da doença.


'Empenho total'

Segundo Queiroga, o governo está empenhado para que os dados voltem a ficar disponíveis "no mais curto prazo possível".


"Uma atitude criminosa, né, de um hacker, que está sendo investigada pela Polícia Federal, pelo Gabinete de Segurança Institucional. Hoje, o empenho total é para esses dados estarem disponíveis no mais curto prazo possível. Está sendo investigado, e assim que tiver alguém culpado será exemplarmente punido", disse.


A agenda do ministro prevê uma série de visitas a hospitais da capital mineira ao longo desta sexta-feira (10).


O que foi afetado

Segundo o Ministério da Saúde, foram comprometidos os seguintes sistemas:


  • E-SUS Notifica (sistema de notificação de casos de Covid)

  • Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunização (SI-PNI)

  • ConecteSUS

  • Funcionalidades como a emissão do Certificado Nacional de Vacinação Covid-19 e da Carteira Nacional de Vacinação Digital, que estão indisponíveis no momento.

  • Funcionalidades como a emissão do Certificado Nacional de Vacinação Covid-19 e da Carteira Nacional de Vacinação Digital estão indisponíveis.


O "Lapsus$ Group" assumiu a autoria do ataque cibernético. Na madrugada, os sites do Ministério da Saúde e do ConecteSUS tinham a mensagem "nos contate caso queiram o retorno dos dados" (veja na imagem abaixo). Mais tarde, as mensagens sumiram, mas as páginas seguem fora do ar.


Site do Ministério da Saúde sofre ataque cibernético | Imagem: Reprodução

Fonte: G1




0 comentário