top of page
Buscar

Assembleia Legislativa do RS aprova projeto que cria o Dia Estadual de Conscientização da Hanseníase

Atualizado: 4 de ago. de 2023


Imagem: Bruno Alencastro/ Agência RBS.

Foi aprovado na Assembleia Legislativa o projeto de lei da deputada Luciana Genro (PSOL) que coloca no Calendário Oficial do Rio Grande do Sul o 11 de maio como Dia Estadual da Conscientização sobre a Hanseníase. A proposta teve tramitação conclusiva na Comissão de Educação, Cultura, Desporto, Ciência e Tecnologia, onde foi aprovada por unanimidade, e agora vai à sanção do governador Eduardo Leite.


“A doença antigamente conhecida como ‘lepra’ levou, por muito tempo, à estigmatização e isolamento. Ainda há pelo país muitos antigos hospitais onde os pacientes viviam de forma permanente, quando ainda não se conhecia o tratamento. Aqui no Rio Grande do Sul, uma dessas instituições é o Hospital Colônia Itapuã, em Viamão”, relata Luciana Genro.


O projeto foi construído em conjunto com o Movimento de Reintegração dos Acometidos pela Hanseníase (Morhan) Núcleo Porto Alegre e Região Metropolitana, coordenado por Magda Chagas, que levou a demanda à deputada.


O 11 de maio foi escolhido como data por ser o dia de fundação do Hospital Colônia, que está intimamente ligado à história da hanseníase no estado. O projeto de lei 69/2023 foi elaborado para chamar atenção da população à importância do diagnóstico precoce e pelo fim do preconceito contra os pacientes.


A melhor forma de prevenir que os sintomas da hanseníase avancem é a informação. Atualmente, há tratamentos que interrompem a transmissão e a disseminação de sintomas. A doença é causada por uma bactéria transmitida por gotas de saliva.


Os primeiros sintomas são nos nervos periféricos: áreas com formigamento ou ardor nos braços, mãos, pernas e pés. Diagnosticar e começar a tratar rapidamente é fundamental para não se ter sequelas. O sintoma mais conhecido popularmente é o aparecimento de manchas, nas quais pode haver perda de sensibilidade. O tratamento é oferecido de forma gratuita pelo SUS e o Brasil é o segundo país do mundo em número de casos.


Fonte: Assessoria de Imprensa da deputada estadual Luciana Genro

0 comentário

Comentários


Grupo Star superior.png
Caixinha de perguntas Start.png
bottom of page