top of page
Buscar

Associação das Travestis e Transexuais de SL não consegue abrir CNPJ para acessar recursos públicos


Imagem: divulgação/ PMSL.

A Associação das Travestis e Transexuais de São Leopoldo (ATTSL) tem enfrentado dificuldades financeiras para abrir um CNPJ (Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica) e isso tem afetado a busca por recursos públicos, principalmente em relação à Lei Paulo Gustavo. De acordo com a presidente da associação, Xuxa Malakoski, "a entidade não consegue se cadastrar no projeto devido à falta do cadastro".


Conforme Xuxa, a entidade precisa da ajuda do governo e da população, já que a ATTSL atende a população trans, em sua maioria, em vulnerabilidade social. "A associação é composta por pessoas trans entre 50 e 60 anos de idade, com baixo nível de escolaridade, dependendo apenas de um salário mínimo, ganhando apenas um beneficio assistencial”.


Mais informações sobre como ajudar a entidade, que não tem fins lucrativos, podem ser obtidas pelo telefone/WhatsApp (51) 99238-9797.


Lei Paulo Gustavo


O governo do Estado publicou, no fim de julho, o Decreto 57.122/2023, que regulamenta a aplicação e a gestão dos recursos recebidos em razão da Lei Paulo Gustavo no RS.


A lei prevê o repasse de R$ 3,862 bilhões a Estados, municípios e ao Distrito Federal, do Fundo Nacional da Cultura, para aplicação em ações emergenciais voltadas ao setor cultural, por conta dos efeitos da pandemia de Covid-19.


Guilbert Trendt, da Redação Start

0 comentário
WhatsApp Image 2024-02-26 at 16.17.18.jpeg
Caixinha de perguntas Start.png
bottom of page