Banco de leite do Hospital Materno Infantil Presidente Vargas, em Porto Alegre, precisa de doação


O local tem capacidade de pasteurizar 100 litros de leite humano por mês, quantidade que seria suficiente para suprir as necessidades dos bebês da UTI de neonatologia, da pediatria e do alojamento conjunto. | Imagem: Cristine Rochol/ PMPA.

O Banco de Leite do Hospital Materno Infantil Presidente Vargas (HMIPV), em Porto Alegre, está precisando urgentemente de doação. Há apenas quatro litros armazenados, quantidade suficiente para apenas dois dias.


De acordo com a responsável técnica pelo Banco de leite humano, a nutricionista Angelita Laipelt Matias, o período próximo ao final do ano contribui para a redução dos estoques. “Com a chegada do verão muitas doadoras saem de férias. É um período crítico para quem conta com doações”, destaca. Outro fator responsável por essa diminuição é o retorno ao trabalho das doadoras. “Quando a mãe retorna à atividade, a produção fica adequada às necessidades do bebê”, pontua.


O local tem capacidade de pasteurizar 100 litros de leite humano por mês, quantidade que seria suficiente para suprir as necessidades dos bebês da UTI de neonatologia, da pediatria e do alojamento conjunto. No entanto, com quatro litros apenas, a distribuição restringe-se apenas aos prematuros.


“Com essa pequena quantidade focamos nos prematuros que são os bebês que mais necessitam. O leite materno diminui o tempo de internação hospitalar dessas crianças pois é rico em nutrientes. O alimento também aumenta a imunidade e melhora o desenvolvimento físico e mental”, conclui Angelita.


Podem fazer a doação mães que estão amamentando, com excesso diário de leite (mínimo em torno de 50ml), clinicamente saudáveis e residentes em Porto Alegre. É possível entrar em contato com a equipe do hospital, que fica na avenida Independência, 661, esquina com Rua Garibaldi, pelo telefone 3289-3334 ou e-mail bancodeleite@hmipv.prefpoa.com.br.


Após o preenchimento de cadastro, a equipe começa a buscar o leite direto na residência da doadora, momento em que poderá esclarecer dúvidas.


Fonte: PMPA


0 comentário