Buscar

Bolsonaro confirma Auxílio Brasil de R$ 400 e diz que “ninguém vai furar o teto”


Presidente confirmou o valor do benefício em viagem ao Ceará. | Imagem: Kid Júnior/SVM.

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) declarou nesta quarta-feira, 20, que vai pagar o valor médio de R$ 400 do programa Auxílio Brasil, substituto oficial do Bolsa Família. Com a afirmação, o mandatário fez questão de afirmar que “ninguém vai furar teto” ou fazer “nenhuma estripulia no Orçamento”.


“Ontem nós decidimos, como está chegando ao fim o auxílio emergencial, dar uma majoração ao antigo programa Bolsa Família, agora chamado Auxílio Brasil, de 400 reais” disse o presidente, durante evento ocorrido no município de Russas (CE).


Para o mandatário, existe a “responsabilidade” de garantir que a fonte de recursos venha do Orçamento. Por outro lado, segundo o presidente, seria “injusto” seguir com a atual faixa de pagamento do Bolsa Família, cuja média mensal por família é de R$ 192.


“Temos a responsabilidade de fazer com que esses recursos venham do próprio Orçamento da União. Ninguém vai furar teto, ninguém vai fazer nenhuma estripulia no Orçamento. Mas seria extremamente injusto deixar aproximadamente 17 milhões de pessoas com um valor tão pouco do Bolsa Família”, completou Bolsonaro.


Auxílio Brasil começa em novembro


O Auxílio Brasil, programa substituto do Bolsa Família, terá início a partir de novembro, segundo o ministro da Cidadania, João Roma. O programa terá um reajuste permanente de 20% em comparação aos valores pagos atualmente no Bolsa Família.

Como explica o ministro, e de acordo com sugestão do presidente Jair Bolsonaro, o programa terá um “benefício transitório” para que as famílias recebam pelo menos R$ 400 mensais até o fim de 2022. Durante pronunciamento à imprensa, Roma não detalhou de onde virá o dinheiro dos pagamentos.


Fonte: Capitalist



0 comentário
Sem título.png
Caixinha de perguntas Start.png