Bolsonaro e Guedes se reúnem com dono de offshore revelado na investigação dos Pandora Papers


Jair Bolsonaro e Paulo Guedes se encontraram com o sheik Mohammed bin Rashid Al Maktoum no começo da viagem pelo Oriente Médio. | Imagem: Evaristo Sá/ AFP.

O presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Economia Paulo Guedes se encontraram com uma pessoa citada no Pandora Papers durante o périplo pelo Oriente Médio: o emir de Dubai, o sheik Mohammed bin Rashid Al Maktoum.


Ele foi apontado como o dono de três offshores na investigação internacional, da qual o Metrópoles faz parte. Paulo Guedes também está no banco de dados do Pandora Papers, como o proprietário de uma companhia nas Ilhas Virgens Britânicas.


A reunião ocorreu no sábado (13/11) em Dubai durante a Expo Dubai 2020, uma feira internacional que tem a participação de 192 países.


O Pandora Papers, mais ampla colaboração jornalística da história, investigou o maior vazamento de dados envolvendo offshores da história. O Pandora Papers foi coordenado pelo Consórcio Internacional de Jornalistas Investigativos (ICIJ, na sigla em inglês).


Os documentos do projeto mostram que Al Maktoum possui três offshores: Tandem Investco Limited e Tandem DirectorCo Limited, nas Ilhas Virgens Britânicas, e Allied International Investments Limited, nas Bahamas. Todas foram criadas em 2008.


Já Guedes é dono da Dreadnoughts International Group, que possuía US$ 9,5 milhões quando foi criada, em 2014. A revelação da existência da offshore fez com que Guedes fosse convocado pela Câmara dos Deputados para explicar a situação, o que o ministro vem se movimentando para escapar.


A audiência deveria ter acontecido na semana passada, mas ela foi cancelada e ainda não há nova data para a sua realização.


Fonte: Metrópoles



0 comentário