Bolsonaro sanciona projeto que confere o título de Capital Nacional das Etnias à cidade de Ijuí


A proposta foi aprovada pelo Senado no dia 15 deste mês, em votação simbólica. | Imagem: reprodução.

O presidente Jair Bolsonaro sancionou, na terça-feira (28), um projeto de lei que confere o título de Capital Nacional das Etnias à cidade gaúcha de Ijuí, reconhecendo a diversidade étnica do município.


A proposta foi aprovada pelo Senado no dia 15 deste mês, em votação simbólica. O projeto, de autoria do deputado federal Pompeo de Mattos (PDT-RS), foi relatado pelo senador Lasier Martins (Podemos-RS), que recomendou a aprovação do texto.


Na justificativa da matéria, o autor do projeto ressaltou que a cidade de Ijuí é conhecida por reunir variados grupos étnicos: afrobrasileiros, índios, portugueses, franceses, italianos, alemães, poloneses, austríacos, holandeses, russos, árabes, libaneses, lituanos, ucranianos, entre outros.


Ijuí teve, no final do século 19, um grande desenvolvimento com a chegada de milhares de imigrantes, atraídos por promessas de liberdade e oportunidades feitas por meio de propagandas governamentais. Apesar de encontrarem uma realidade diferente, muitos se estabeleceram na cidade.


Devido às diversas etnias e costumes variados, a cidade ficou conhecida como a “Terra das Culturas Diversificadas” e tem em seu calendário de eventos a Festa Nacional das Culturas Diversificadas.


Carnaval de Acarati


Também na terça-feira, Bolsonaro sancionou um projeto de lei que reconhece o carnaval de Acarati, no Ceará, como manifestação da cultura nacional. O evento é uma tradição da cidade e tem grande importância para o turismo e a economia da região.


A festa é realizada principalmente em quatro pontos: Praia de Majorlândia, Praça da Comunicação, rua Coronel Pompeu e rua Coronel Alexanzito.


Fonte: O Sul

0 comentário