top of page
Buscar

Brasil empata com Jamaica e é eliminado da Copa na despedida de Marta


Imagem: Elsa/ FIFA.

Em jogo decisivo contra a Jamaica, o Brasil empatou e está de fora da Copa do Mundo Feminina de 2023.


Com Marta de titular e a volta de Kathellen na zaga, a seleção jogava pela vitória para se classificar. Num jogo dominado pela Seleção Brasileira, a Jamaica fez o básico, se defendeu e segurou o empate para prosseguir na competição pela primeira vez na história.


Esse é considera uma das piores campanhas do Brasil em Mundiais. O Brasil já havia caído na fase de grupos nas duas primeiras edições do torneio, em 1991 e 1995.


Primeiro tempo


Após o revés contra a França, a seleção brasileira mostrou uma nova postura contra a Jamaica. A equipe começou bem a partida e assumiu o papel de ataque, com mais organização e tranquilidade.


A primeira oportunidade brasileira veio logo aos 4 minutos. Debinha tocou para Marta dentro da área, a camisa 10 chutou de direita, mas a goleira Becky Spencer defendeu.


Nos dez primeiros minutos, as Guerreiras do Brasil já haviam criado três chances de gol, mas visando pelo menos o empate, a Jamaica se protegeu para isso. Se organizavam defensivamente e ocupavam os espaços na área de ataque do Brasil.


Aos 15, Luana recebeu cruzamento vindo do lado esquerdo, feito por Tamires, a meia cabeceou, mas faltou força e novamente a goleira defendeu. Minutos depois, aos 23, Ary Borges cabeceou, mas foi para fora.


Após um começo intenso, o Brasil perdeu ritmo. Apesar de possuir maior controle da bola, apresentou erros de passe e demora para finalizar. Com isso, a Jamaica conseguiu aparecer mais e o jogo esfriou. A craque do time, Khadija Shaw foi solicitada algumas vezes mas não foi efetiva.


Aos 38, uma chance real, Tamires teve a chance de marcar, com chute de dentro da área, mas novamente Spencer defendeu.


A defesa do Brasil foi bem, Rafaelle conseguia marcar adiantada e se infiltrar nas linhas do time jamaicano. A lateral Tamires, participou de muitas jogadas, usou bastante o lado esquerdo do campo para defender mas para criar ataque também. A goleira Lelê, quando acionada, reagiu muito bem.


Com Marta e Debinha liderando o ataque, o Brasil teve sete finalizações na primeira etapa, mas apesar do volume de jogo, o jogo foi para o intervalo em 0 a 0.


Segundo tempo


Na segunda etapa, Pia colocou Bia Zaneratto, que jogou muito bem na partida de estreia, no lugar de Ary Borges.


O Brasil recomeçou com pressão. Correndo contra o tempo, a equipe encontrava mais espaços para atacar. Aos sete, Kerolin tentou finalizar mas foi barrada. Com 15 minutos de jogo, o time criou algumas chances e chegou a ter 85% de posse de bola.


Aos 20, Marta recebeu com liberdade na entrada da área e chutou em cima da defesa jamaicana. Após os 25, a calma que a seleção brasileira apresentou no começo do jogo se acabou e as atletas jogavam por um gol.


Aos 35, Pia substituiu Marta, Luana e Antônia e colocou Geyse, Duda Sampaio e Andressa Alves. Logo em seguida, Geyse fez tabela com Bia Zaneratto mas finalizou para fora.


O Brasil atacou bastante, mas apresentou muito nervosismo nos minutos finais. Aos 45 falta perigosa para as brasileiras. Andressa Alves bate da entrada da área, no gol, mas Spencer defende.


Aos 48, a seleção brasileira teve chance após escanteio, a bola ficou solta na área, e novamente, a goleira jamaicana defendeu. Após isso, fim de jogo, sem gols, e Brasil eliminado da Copa do Mundo.


Fonte: Portal Terra.

0 comentário

コメント


Grupo Star superior.png
Caixinha de perguntas Start.png
bottom of page