Câmara de Vereadores de SL é ponto de votação para o Plebiscito Popular sobre as privatizações


Público pode opinar até o próximo domingo, dia 24. | Imagem: Alexandre Steinbach/CMSL.

A Câmara Municipal de São Leopoldo é um dos pontos de votação do Plebiscito Popular sobre as privatizações, promovido por movimentos sociais do Rio Grande do Sul. Até o dia 24 de outubro, a população leopoldense pode depositar sua opinião referente a venda do patrimônio público e a privatização dos serviços de forma presencial na Câmara de Vereadores.


Entre as instituições que podem ser vendidas pelo Governo do Estado, estão empresas públicas como a Corsan, o Banrisul, o Procergs, a CEEE, a Sulgás, os Correios, o Banco do Brasil, a Petrobras, a Eletrobras, a Trensurb e a Carris. Assim, para propor o debate público, os movimentos, sindicatos e as organizações sociais estão realizando, desde o último dia 16 de outubro, um plebiscito popular em todo o Estado.


“É preciso ouvir o que o povo gaúcho tem a dizer a respeito destas decisões. O Poder Legislativo, símbolo da democracia e da representatividade, se coloca à disposição para sediar esta importante votação. Estamos divulgando e esperamos que a população participe”, destaca a presidenta, Ana Affonso (PT).


Para participar da votação no Legislativo é só comparecer na recepção principal da Casa, onde está localizada a urna, de segunda a sexta-feira, das 9h às 12h e das 13h30 às 18h. Nome completo e número de CPF são os dados solicitados para validar a participação. Já para quem quiser participar de forma online é só acessar o site https://decidimrs.com.br/ e responder ao questionário.


Fonte: CMSL

0 comentário