top of page
Buscar

Cães farejadores de explosivos e drogas demonstram habilidades em exposição da Polícia Federal em Porto Alegre

A exposição comemorativa aos 80 anos da Polícia Federal, no Shopping Praia de Belas, em Porto Alegre, foi atração para adultos e crianças neste domingo (31) de Páscoa. A atividade que mais chamou atenção, reunindo numeroso público no estande, foi a demonstração dos cães farejadores de explosivos e drogas.


Dois caninos foram levados ao local pelos policiais: o pastor alemão Hunter e o pastor belga malinois Jason. Ambos têm idade entre quatro e cinco anos, informou o escrivão de Polícia Federal Felipe Contino, chefe do canil da instituição no Rio Grande do Sul.


O primeiro a mostrar destreza foi Hunter. Contino espalhou pequenas caixas no solo e, dentro de uma delas, havia um explosivo inerte e sem detonador. Guiado pelo agente de Polícia Federal Marcus Roberto Medeiros de Oliveira, Hunter farejou e, ao detectar o odor, fez a chamada identificação passiva. Isso significa sentar ou deitar e olhar fixamente para o objeto suspeito.


Na sequência, os policiais pediram para que o público formasse uma fila, simulando um procedimento de revista. O agente, com o objetivo de demonstração, colocou pequena quantidade de droga na meia da última mulher da fila. O cão Jason farejou adultos e crianças, um a um, até identificar a pessoa que continha droga armazenada.  Ao cumprirem a tarefa, os caninos eram presenteados com uma bolinha, prontamente abocanhada.


Esses animais auxiliam as atividades diárias da PF, como operações antidrogas e varreduras em aeroportos ou em locais que terão a presença de autoridades, por exemplo.  Os farejadores são reproduzidos e selecionados no canil central da PF, em Brasília.Depois, recebem formação para detecção de droga ou artefato explosivo. Quando estão prontos, são enviados para as unidades regionais.


Encerrada a demonstração, o público se aproximou e tirou fotos com os animais. Apesar de grandes e fortes, eram dóceis com as pessoas.


Celebração mostrou os bastidores


A exposição comemorativa ainda continha outros detalhes do cotidiano da instituição. Uma mostra fotográfica destacava servidores da PF em diversas ações, como o resgate de pessoas em situação análoga à escravidão e de vítimas do tráfico humano.


Um veículo BMW avaliado em R$ 430 mil atraiu olhares pelo seu requinte. O automóvel de luxo foi apreendido na Operação Hinterland, em março de 2023, deflagrada para combater o tráfico internacional de drogas, com foco no porto de Rio Grande. Também havia três viaturas da PF, uma moto aquática, trajes antibomba e de proteção contra armas químicas.


A exposição teve início no dia 21 de março e se encerrou nesse domingo. A programação contou com oficina de identificação de cédula falsa e palestras de prevenção às drogas e à corrupção, entre outras atividades.


Fonte: GZH

0 comentário

Komentáře


Grupo Star superior.png
Caixinha de perguntas Start.png
bottom of page