CCJ da Assembleia do RS aprova cassação de Ruy Irigaray por desvio de função de assessores


Imagem: divulgação/ Gab. dep. Ruy Irigaray.

Por dez votos favoráveis e nenhum contrário, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) aprovou na manhã desta terça-feira o relatório favorável à cassação do mandato do deputado Ruy Irigaray (PSL). O próximo passo é a Mesa Diretora da Casa pautar a votação em plenário, que poderá resultar na perda do mandato. Para que Irigaray perca o mandato, o projeto deve ter maioria absoluta, ou seja 2/3 dos 55 parlamentares.


O processo envolvendo o deputado foi o primeiro tema discutido na sessão. A leitura do relatório favorável à cassação foi lido por cerca de 30 minutos pelo relator Elton Weber. Em seguida, a defesa de Ruy fez uma explanação pedindo que um dos deputados pedissem vista, diante falhas no processo. O que não foi atendido pelos parlamentares.


Presente na sessão, o deputado Ruy chegou a se manifestar antes da leitura do relatório. Ele se disse perseguido e negou as acusações.


Votaram favorável os deputados: Luiz Mainardi, Jeferson Fernandes, Sergio Turra, Carlos Burigo, Tenente Coronel Zucco, Juliana Brizola, Mateus Wesp, Elton Weber, Fran Somensi e Vilmar Zanchin.


Entenda


Em novembro, pela Comissão de Ética da Assembleia aprovou o relatório da subcomissão processante que investigou as denúncias contra Irigaray. O parlamentar era acusado por ex-assessoras de utilizar funcionários de cargos comissionados (CCs) fora das funções a que haviam sido contratados; pela prática de ‘rachadinha’; e pelo uso de perfis para disseminação de conteúdos falsos sobre os opositores.


A subcomissão considerou procedente o desvio de função dos servidores, mas descartou as outras duas acusações, por falta de provas suficientes.


Fonte: Correio do Povo



0 comentário