Centenário recebe abraço em protesto aos cortes de recursos do Programa Assistir


Participaram do ato cerca de 300 pessoas | Fotos: Thales Ferreira

Cerca de 300 pessoas entre funcionários, comunidade e autoridades de São Leopoldo participaram na quinta-feira, 23 de setembro, do Abraço Simbólico ao Hospital Centenário. A ação, uma iniciativa do Comitê Popular em Defesa do Hospital Centenário, foi em protesto à redução de recursos prevista pelo Programa Assistir do Governo do Estado que atinge instituições públicas de saúde da região.


O corte anunciado pelo governo estadual, reduz em R$ 200 milhões os recursos dos hospitais públicos da região metropolitana, entre eles o Hospital Centenário, que deixará de receber cerca de R$ 2 milhões ao ano, o que prejudicará o atendimento de toda a população dos 20 municípios que são referência para a instituição. “O Hospital Centenário vai perder R$ 165 mil por mês, mas os atendimentos e complexidade serão mantidos e, provavelmente sofrerão impacto o que nos fará repensar algumas especialidades. Os recursos serão distribuídos, os pacientes não. Ações como esta são para chamar o Governo para rediscutir essa distribuição de recursos e não o programa”, destacou a presidente da Fundação Hospital Centenário, Lilian Silva.


O programa Assistir, criado através de uma portaria do governo estadual, propõe remanejamento de recursos. A proposta é redistribuir verbas entre instituições, incluindo hospitais particulares e filantrópicos.


Fonte: PMSL

0 comentário