top of page
Buscar

Centro Jacobina é referência em atendimento às mulheres vítimas de violência


Imagem: Thales Ferreira/ PMSL.

O Centro Jacobina de São Leopoldo, espaço dedicado ao acolhimento, atendimento, proteção e apoio às mulheres vítimas de violência, é muitas vezes a única esperança àquelas que buscam auxílio. A casa localizada na rua Lindolfo Collor, 918, na região central da cidade, oferece atendimento e acompanhamento psicossocial e orientação jurídica, ressaltando a importância de atender não apenas às necessidades físicas, mas também aos aspectos psicológicos e sociais das mulheres que enfrentam situações de violência doméstica.

De janeiro até julho deste ano, o espaço registrou um total de 404 atendimentos, demonstrando a relevância de seu trabalho na comunidade leopoldense. Desses atendimentos, 23% envolvem mulheres com idades entre 31 e 35 anos, refletindo a amplitude do problema em diferentes faixas etárias.


Elisangela Silveira, de 44 anos, contou sua experiência com o centro de acolhimento. “Foi um dos momentos mais delicados da minha vida e eu fui acolhida. Elas me abraçaram e me encaminharam para um tratamento psicológico. Sendo sincera, acredito que não passaria de mais um número se não tivesse cruzado com as meninas, sou muito grata a elas”, declarou emocionada.


Os dados revelaram que 31% das mulheres atendidas possuem o ensino médio completo, enquanto 27% possuem ensino médio incompleto. Isso destaca a importância dos projetos da Secretaria Municipal de Políticas para Mulheres, que oferece oportunidades educacionais e de capacitação para as mulheres, fortalecendo sua independência e empoderamento.


Outro dado significativo é que 54% das mulheres têm entre um e dois filhos, o que enfatiza a necessidade de considerar não apenas as necessidades das mães, mas também das crianças envolvidas em situações de violência doméstica, proporcionando apoio psicológico adequado a todas as partes envolvidas. Para isso, o centro disponibiliza uma brinquedoteca para as crianças enquanto as mães recebem atendimento, com supervisão da equipe para garantir o conforto e a segurança de todos os envolvidos.

O Centro Jacobina também identificou que as mulheres atendidas são de todas as regiões da cidade, mas a maior parte das mulheres atendidas reside na Região Nordeste, o que mostra a necessidade de desconcentrar os serviços de apoio às vítimas, tornando acessíveis para todas as áreas da cidade.

Ampliação de horário de atendimento

O serviço é gratuito e disponível presencialmente das 8h às 17h, de segunda a sexta-feira. Também através de mensagens e chamadas de vídeo no WhatsApp, disponíveis todos os dias, 24 horas, para situações de urgência no número (51) 99788-3212 e nos telefones (51) 2200-0446 e (51) 2200-0447.


Fonte: PMSL

0 comentário

Commentaires


labelladonnasaoleopoldo.png
Caixinha de perguntas Start.png
bottom of page