top of page
Buscar

Com gol de Borré, Inter empata com o Atlético-GO no Beira-Rio


Imagem: Jonathan Heckler/ Agência RBS.

Seja pela maratona de jogos ou pelo desgaste de ter muitos lesionados e por isso precisar repetir o time, o fato é que o Inter decepcionou os mais de 23 mil torcedores que foram ao Beira-Rio. Pela quarta rodada do Brasileirão, ficou no empate, em casa, com o Atlético-GO em 1 a 1, com gol de Borré. O resultado deixa a equipe com sete pontos. Na quarta-feira (1º), tem mais jogo, novamente em casa, desta vez contra o Juventude pela Copa do Brasil.


Coudet escalou força máxima, repetindo quase todo mundo que havia começado a partida no Equador na quinta-feira (25) à noite. A única mudança foi a presença de Lucca no lugar de Gustavo Prado. Com isso, Wesley foi para o lado esquerdo.


Os primeiros minutos foram de total domínio do Inter. O Atlético-GO iniciou recuado, apenas fechando espaços e espanando os ataques colorados. Faltava, porém, contundência. Duas vezes a equipe da casa esteve na área, ambas com participação de Mauricio, mas sem conclusão na direção da trave.


Levou 20 minutos até que o Inter finalizasse efetivamente. Foi com Bruno Henrique, da intermediária. Sem espaço para progredir, o camisa 8 arriscou, por cima do travessão. Precisou de mais 11 para uma nova conclusão. De novo de fora da área. Mauricio recebeu de costas, girou e bateu, mas fraco, nas mãos de Ronaldo.


No final, o Inter ainda tentou mais uma vez. Bustos cruzou e Renê chutou prensado com a defesa. Mas o primeiro tempo acabou sem alguma chance clara.


Segundo tempo com gols


Mesmo com uma etapa inicial improdutiva, Coudet não mexeu no time no vestiário. O Atlético-GO se aventurou ao ataque e Mercado cortou. O Inter respondeu em jogada de Wesley, que roubou a bola do adversário e cruzou, Alix cortou para trás e quase fez contra.


Aos cinco, o time visitante abriu o placar. Em um tiro de meta cobrado direto para o ataque pelo goleiro, a bola passou direto, sem tocar em ninguém, e Derek, que havia entrado no intervalo, driblou Mercado, deu uma cavadinha e venceu Rochet: 1 a 0.


A resposta do Inter foi quase imediata. Aos nove, Wesley fez um cruzamento da esquerda, na medida, na cabeça de Borré. O colombiano foi letal: 1 a 1.


O gol reacendeu o Inter. Aos 15, Bustos antecipou um passe do Atlético-GO e encontrou Borré no miolo da defesa. O atacante girou e passou para Wesley, que entrou pela esquerda e bateu cruzado, Ronaldo defendeu. Aos 17, Mauricio cruzou da esquerda e Borré cabeceou perto da trave.


Coudet mexeu na equipe aos 18. Saíram Bruno Henrique e Lucca, entraram Gustavo Prado e Alario. Os dois participaram de um bom lance aos 22. Gustavo abriu da direita para o meio, Borré fintou um adversário ao receber de Alario e a bola chegou a Mauricio, que tentou um passe, cortado pela defesa. No lance seguinte, Mauricio recebeu na área, tentou cruzar, a bola desviou na zaga e Ronaldo fez grande defesa. No rebote, Thiago Maia chutou e a bola raspou em Maguinho antes de sair.


Aos 28, Gustavo Prado esteve perto de virar. Ele recebeu de Renê e cruzou, a zaga afastou e voltou para ele. De pé esquerdo, encheu o pé e jogou por cima do travessão. Aos 32, mais uma vez o gol não saiu por detalhe.


Mauricio foi lançado às costas da defesa, ganhou do goleiro na velocidade e serviu Borré, que bateu. Em cima da linha, Alix salvou. A pressão era intensa, aos 34 Wesley chutou da entrada da área e mais uma vez um zagueiro cortou antes de a bola entrar.


Nesse momento, Coudet mexeu mais duas vezes. Matheus Dias, estreante em 2024, entrou no lugar de Bustos. Fernando, recuperado de lesão, ingressou na vaga de Thiago Maia. Os minutos finais foram de pressão do Inter. Mas faltou lucidez para conseguir o segundo gol e vencer. Ficaram dois pontos no Beira-Rio.


Fonte: GZH

0 comentário

Kommentare


Grupo Star superior.png
Caixinha de perguntas Start.png
bottom of page