top of page
Buscar

Com show de Suárez, Grêmio vira sobre o Botafogo e tem pontuação de líder no Brasileirão


Imagem: Alexandre Durão/ Grêmio FBPA.

Em frente a estátua de Roberto Dinamite, maior artilheiro da história do Brasileirão, Luis Suárez comprovou a existência da "Zona Suaréz". E consolidou o Grêmio de vez na briga pelo título. Na noite desta quinta (9), em São Januário, com três gols do centroavante e um de Galdino, o Tricolor bateu o rival carioca por 4 a 3 de virada e agora tem pontuação de líder. Empatados com 59 pontos, os cariocas levam vantagem no saldo de gols (23 contra 8). Com cinco jogos por disputar, o Grêmio nunca esteve tão perto do título como agora.


Renato surpreendeu na escalação. Abriu mão do esquema com três zagueiros e optou por formação mais ofensiva. Besozzi, Galdino e Luis Suárez formaram um trio de ataque para tentar agredir o Botafogo desde os primeiros minutos em São Januário. No meio, o técnico apostou em trinca de volantes. Ronald, Villasanti e Carballo atuaram juntos para proteger a linha defensiva formada por João Pedro, Bruno Alves, Kannemann e Reinaldo.


Mas a defesa do Grêmio confundiu agressividade com afobação. Reinaldo errou o tempo da bola ao tentar cortar cruzamento de Hugo. O lateral gremista deu espaço ao calcular mal a trajetória da bola. Diego Costa dominou no peito e chutou entre as pernas de Gabriel Grando, o que deixou o Botafogo em vantagem com apenas cinco minutos de jogo.


A festa durou quatro minutos. Foi quando Galdino recebeu um lançamento na medida de Carballo e bateu na saída de Lucas Perri para empatar o jogo. O lance chegou a ser analisado pelo VAR, mas o jogador gremista estava em condição legal.


Contaminados pelo ambiente de decisão que ganhou o jogo com os resultados paralelos da 33ª rodada, Grêmio e Botafogo fizeram uma partida de muito combate físico. A bola ficou boa parte do primeiro tempo entre as duas intermediárias do campo, mas sem nenhuma das equipes conseguir ter a posse para organizar um ataque mais perigoso.


Aos poucos, o Botafogo foi tomando conta do jogo. A torcida, que no dia anterior a partida foi protestar no CT do clube, fez uma linda festa nas arquibancadas. E o público do time local foi recompensado dentro de campo. Em contra-ataque, o time carioca voltou a ficar em vantagem. Após passe de Marlon Freitas, Diego Costa bateu rasteiro. Grando fez boa defesa, mas não conseguiu impedir a finalização de Junior Santos no rebote aos 28 minutos.


Com 37 minutos, o Grêmio ficou na bronca com a arbitragem. Besozzi recebeu na área, fez o corte no marcador e ficou reclamando de um toque na mão. O argentino ainda conseguiu finalizar no gol e Perri mandou para escanteio. Na cobrança, o goleiro evitou gol de Suárez quase em cima da linha. O centroavante completou o cruzamento, mas foi atrapalhado por Junior Santos. A marcação impediu toque mais firme na bola e Perri se atirou para afastar.


Depois de ficar em desvantagem, o Grêmio terminou o primeiro tempo no campo do adversário. Pelos lados, o Tricolor tentava criar situações de gol. Mas não teve sucesso.


"Zona Suárez" no segundo tempo


Renato recorreu ao banco para o Grêmio retornar ao segundo tempo com mais poder ofensivo. Carballo e Besozzi saíram para as entradas de Cristaldo e Ferreira. A nova formação gremista não teve um minuto para mostrar trabalho. O Botafogo ampliou sua vantagem com só um minuto da segunda etapa. O Tricolor saiu jogando errado e Junior Santos foi acionado completamente livre no lado direito. O cruzamento encontrou o pé direito de Marlon Freitas.


Como aconteceu no primeiro tempo, o Grêmio reagiu rápido. Ferreira fez jogada individual pelo lado e chutou a bola em cima de um marcador. Suárez aproveitou o rebote do lance, deu um drible seco em Hugo e completou de pé esquerdo para vencer Perri aos quatro minutos de segundo tempo. A dupla contribuiu para outro gol gremista. O camisa 10 cruzou na medida para o camisa 9 bater e empatar o jogo, com apenas sete minutos.


O empate calou o estádio. E o Grêmio tomou conta da partida de vez. Muito por conta de um jogador com a camisa 9. Suárez tabelo na entrada da área, recebeu de volta e bateu cruzado para confirmar a virada que parecia impossível. Vantagem gremista com 23 minutos de jogo.


Renato colocou mais velocidade para ter o contra-ataque como arma. Nathan Fernandes no lugar de Galdino. O jovem quase marcou um golaço após receber um lançamento e dar um chapéu em Hugo. Faltou só um pouco de capricho na finalização para fazer o quinto gol gremista. João Pedro Galvão foi a campo no lugar de Luis Suárez, que deixou o campo xingado pelos botafoguenses. Gustavo Martins também foi chamado por Renato para fechar a defesa. Ronald deixou o jogo nos minutos finais.


De vez na briga pelo título, o Grêmio tem a chance de terminar na liderança do Brasileirão neste domingo. Basta uma vitória sobre o Corinthians e que o Botafogo não vença o Bragantino. Um desfecho que parecia impossível meses atrás, mas que virou realidade pela genialidade de Luis Suárez.


Fonte: GZH

0 comentário

Comments


Grupo Star superior.png
Caixinha de perguntas Start.png
bottom of page