top of page
Buscar

Comerciantes do Santo André e Prefeitura se reúnem para tratar de ações para reconstrução de ponte


Imagem: Karen Rodrigues/ PMSL.

O Secretário-geral de Governo de São Leopoldo, Nelson Spolaor, recebeu uma comissão de comerciantes do bairro Santo André nesta quinta-feira (3). Na pauta do encontro foram apresentadas as iniciativas que estão em andamento por parte da Prefeitura de São Leopoldo para a reconstrução da ponte da rua Felipe Uebel, arrastada durante o ciclone que atingiu a cidade em junho. O secretário municipal de Obras e Viação, Geraldo Passos, também participou do encontro.


Spolaor reconheceu a legitimidade da preocupação dos comerciantes e moradores da região com a necessidade da construção de uma nova ponte. Ele também ponderou que os grandes estragos causados pelo ciclone com um volume de chuva de 279mm foi sem precedentes na história da cidade. “Em um primeiro momento fizemos o acolhimento humanitário das pessoas desabrigadas. Depois, tivemos muito trabalho para retirar os móveis danificados que ficaram pelas ruas. Paralelo a isso, iniciamos a elaboração de planos de trabalho e de envio de documentação para auxiliar as pessoas mais afetadas. Nesse sentido, conseguimos possibilitar o saque do FGTS”, frisou.


Sobre a obra da ponte da rua Felipe Uebel, o secretário afirmou ser a prioridade número um do plano de reconstrução apresentado pelo Município ao governo federal. “Essa é uma das três situações para que a obra ocorra. Já cumprimos algumas etapas, inclusive com o reconhecimento do Decreto de Calamidade do Município e apresentação de um orçamento para a Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil. Mantemos contato direto com Brasília para receber a autorização de transferência dos recursos e contratar empresa para reconstrução”, esclareceu.


Outro cenário apresentado foi tratado com o Exército Brasileiro, após o secretário apresentar um ofício do prefeito Ary Vanazzi para o Comando Militar do Sul. A ideia, conforme o secretário Spolaor, é montar uma estrutura provisória para fazer a ligação entre as margens do arroio. “Nós solicitamos o auxílio do Grupamento de Engenharia para realizar essa obra e agilizar a passagem de veículos e pedestres. Uma equipe esteve no local nesta quarta-feira (2), fez um levantamento e medições do local. Caso a parceria seja positiva, a Prefeitura vai cobrir os custos de insumos de combustíveis e alimentação para os militares que serão deslocados para realização da obra”, informou.


Spolaor esclareceu que se esse auxílio do Exército não se firmar, a prefeitura vai fazer uma passagem de pedestres para o cruzamento do córrego. “Este é um recurso que teremos que tomar para minimizar o problema da travessia. De qualquer forma manteremos nossos esforços junto ao governo federal para realizar a obra da ponte. Sabemos a importância dessa obra então seguiremos atuando para que ela ocorra”, apontou.


Fonte: PMSL


0 comentário

Comments


Grupo Star superior.png
Caixinha de perguntas Start.png
bottom of page