top of page
Buscar

Comitiva avaliará "medidas estruturantes" contra estiagem no RS, diz ministro da Agricultura


Imagem: reprodução/ RBS TV.

O governo federal, representado por uma comitiva de ministros que vem ao Estado, anunciará nesta quinta-feira (23) medidas de enfrentamento à estiagem que atinge o Rio Grande do Sul. Entre as ações devem estar construção de cisternas e redes de água, distribuição de cestas básicas, disponibilização de estoques reguladores de milho, além de renegociação e alongamento de prazo de dívidas e abertura de linhas de crédito.


As informações foram adiantadas pelo ministro da Agricultura e Pecuária, Carlos Fávaro, em entrevista ao programa Atualidade, da Rádio Gaúcha, na manhã desta quarta-feira (22).


Segundo Fávaro, uma reunião do governo, com o presidente Lula, na tarde desta quarta definirá o que será apresentado por cada ministério. "Já estamos há alguns dias debatendo, formulando, o que é possível cada um [dos ministérios] atender", revelou.


Vêm ao Rio Grande do Sul na quinta, além do chefe da Agricultura, os ministros da Integração e do Desenvolvimento Regional, Waldez Góes, do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar, Paulo Teixeira, do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome, Wellington Dias, e da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, Paulo Pimenta, além do presidente da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), Edegar Pretto.


"Por parte do Ministério da Agricultura, por óbvio, nós temos que tratar de renegociação de dívidas, de alongamento de prazos dessas dívidas. Estamos trabalhando, precisamos ainda fechar hoje, linhas de crédito, se é agora ou dentro do Plano Safra, que sai daqui a uns dias", explicou Fávaro.


Apesar de garantir o anúncio de medidas emergenciais concretas, o ministro destacou que o problema precisa ser tratado "em duas partes". "Teremos anúncios concretos e, mais do que isso, não será uma única vez um anúncio. Esta visita serve para levar medidas emergenciais e também colher informações para que a gente possa tomar medidas estruturantes. Não podemos ficar, a cada ano, [diante de] uma intempérie climática, vulneráveis", comentou o ministro.


"Já é determinação do presidente Lula pensar a médio e longo prazo", acrescentou.


A comitiva de ministros visitará Hulha Negra, na região da Campanha. O município é um dos 315 que decretaram situação de emergência pela falta de chuva no Estado neste verão.


Fonte: GZH

0 comentário
WhatsApp Image 2024-02-26 at 16.17.18.jpeg
Caixinha de perguntas Start.png
bottom of page