Confira os requisitos para mulheres solicitarem a aposentadoria após a reforma da Previdência


Trabalhadoras de todo o país precisam seguir novas regras para se aposentar. Desde 2019, com a aprovação da reforma da Previdência, a idade mínima para solicitar o benefício do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) subiu, adiando o sonho da aposentadoria para muitas mulheres.


Agora, as contribuintes precisar ter idade mínima de 62 anos para dar entrada no benefício. Até então, o mínimo era de 60 anos de idade e 15 anos de contribuição.


Para não afetar tanto quem já estava perto de se aposentar, foram criadas regras de transição. Quem estiver prestes a alcançar o tempo de contribuição exigido terá que trabalhar mais seis meses por ano até atingir os 62 anos.


Contudo, a regra será válida até 2023, o que significa que apenas as trabalhadoras que completam 61 anos em 2021 poderão usufruir dela. Para as demais, passam a valer as novas exigências.


Base de cálculo


O cálculo da aposentadoria leva em conta todas as contribuições feitas ao INSS a partir de julho de 1994, quando a moeda ‘real’ foi implementada no país. O coeficiente de 60% sobre o valor total é somado a 2% por ano de contribuição que excede a carência exigida.


Confira:

  • 16 anos de contribuição: coeficiente de 60% + 2% = 62% do valor atingido na média aritmética dos recolhimentos;

  • 18 anos de contribuição: coeficiente de 60% + 6% = 66% do valor atingido na média aritmética dos recolhimentos;

  • 20 anos de contribuição: coeficiente de 60% + 10% = 70% do valor atingido na média aritmética dos recolhimentos.

Fonte: capitalist.com.br

0 comentário