Buscar

Congestionamentos marcam retorno do feriadão de Carnaval nas rodovias gaúchas


Imagem: Mauro Schaefer/ Correio do Povo.

Motoristas precisaram ter bastante atenção e paciência nas rodovias gaúchas nesta terça-feira (1°), último dia do feriadão de Carnaval. Praticamente todas as principais estradas registraram fluxo intenso, o que deve se repetir na manhã desta quarta-feira (02). Nas rodovias estaduais, os principais congestionamentos foram registrados na Estrada do Mar, na saída para a ERS 030, em Osório; na 030, próximo à saída para a Freeway e na chegada a Santo Antônio da Patrulha, assim como na ERS 040, no trecho de Águas Claras, em Viamão. O boletim da Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR) mais recente até o fechamento desta edição foi divulgado na tarde de hoje. Desde a meia-noite até às 16 horas de terça, 52,4 mil veículos haviam passado pelas praças de pedágio administradas pela empresa, incluindo as do interior do Estado.


O maior movimento foi registrado na praça de Cruzeiro do Sul, no Vale do Taquari, por onde passaram 3.138 automóveis, 35% acima do estimado pela EGR. Em Três Coroas, Encantado e São Francisco de Paula, o fluxo também foi superior ao esperado.


A maior movimentação dos condutores começou já no período da manhã, e a EGR afirma que o trânsito deve seguir intenso a partir das primeiras horas de quarta-feira, especialmente na ERS 040.


Nas rodovias federais gaúchas, a Freeway registrou, até as 16h30min, pelo menos 33,3 mil automóveis cruzando ao todo pelo posto de pedágio de Gravataí, no km 60 da BR-290, em direção a Porto Alegre. Na BR-101, no km 35, pelo menos 16,5 mil veículos haviam cruzado pela praça de pedágio de Três Cachoeiras.


Na BR-386, no sentido interior, o movimento também era intenso no posto de pedágio de Montenegro, por onde 10,7 mil automóveis já tinham passado até o início da noite. Na Capital, o chefe de operações da Estação Rodoviária, Jorge Rosa, explica que 13 mil pessoas devem desembarcar na Capital até o final da noite de hoje. Outras 9 mil são aguardadas para esta quarta-feira. “O maior horário de pico é entre 18h e 21h”, destaca. “Acredito que um bom número de pessoas vai permanecer no litoral e no Interior”, completa.


Fonte: Correio do Povo

0 comentário
Sem título.png
Caixinha de perguntas Start.png