top of page
Buscar

Cremers afirma que regras do programa Mais Médicos colocam a saúde das pessoas “em risco”


Imagem: Marcelo Camargo/ Agência Brasil.

O Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio Grande do Sul (Cremers) se manifestou contra as diretrizes do programa Mais Médicos, relançado pelo governo federal nesta segunda-feira (20).


Segundo as regras do programa, profissionais formados no exterior poderão atuar nos serviços de saúde recebendo um registro temporário do Ministério da Saúde, chamado de RMS. “Isso é inaceitável! Isso é colocar a saúde das pessoas em risco”, afirmou o Cremers.


“Não podemos oferecer para a nossa população um atendimento com um profissional que nem sabemos de onde vem, qual a sua formação, sem ter nenhuma garantia se possui realmente capacidade de exercer a profissão. O médico deve ter o diploma devidamente revalidado para que os seus conhecimentos sejam atestados e para mostrar que ele está preparado para garantir um atendimento de qualidade à população”, prosseguiu o Conselho.


Segundo o órgão, além de ser aprovado no exame Revalida, é fundamental que os profissionais tenham registro no Conselho Regional de Medicina para que as suas atividades possam ser efetivamente monitoradas.


"O Cremers não tem autorização para fiscalizar profissionais que não estejam devidamente registrados no conselho. Então, quem irá fiscalizar? Quem irá assegurar que eles estão prestando um bom atendimento aos pacientes? A inscrição como médico no Estado, assim como a revalidação do diploma, são etapas fundamentais para que médicos vindos de outros países atuem de forma regular e garantam a prática da boa medicina. O Cremers irá tomar todas as medidas que estiver ao seu alcance para tentar reverter essa decisão do governo federal”, concluiu o órgão.


Fonte: O Sul

0 comentário
WhatsApp Image 2024-02-26 at 16.17.18.jpeg
Caixinha de perguntas Start.png
bottom of page