top of page
Buscar

Defesa Civil emite alerta de temporais e Prefeitura de São Leopoldo segue com equipes mobilizadas



Imagem: divulgação/ Defesa Civil de SC.

A Sala de Situação da Secretaria Estadual do Meio Ambiente e Infraestrutura (Sema) emitiu alerta nesta segunda-feira (10) para a possibilidade de temporais, chuvas volumosas e rajadas de vento intensas sobre o Estado do Rio Grande do Sul entre esta terça (11) até quinta-feira (13).


Diante da previsão, que norteia e orienta os trabalhos locais, a Prefeitura de São Leopoldo segue com equipes das secretarias municipais de sobreaviso. A situação coloca em prática o Plano de Contingência (Placcon) que estabelece as ações de proteção e defesa civil. O Placon é elaborado a partir de uma determinada hipótese, como a de tempo severo e organiza as ações de preparação e resposta.


De acordo com o prefeito Ary Vanazzi, o poder público municipal se mantém alerta e a Defesa Civil Municipal observando as previsões do tempo como forma de prevenção e proteção da população. “Seguimos com nossas equipes de prontidão, com um trabalho muito sério e comprometido. Nossa Defesa Civil segue acompanhando as orientações da sala de situação, e diante do quadro, seguimos trabalhando e avaliando a situação. Também temos a parceria dos Bombeiros e do Exército”, destacou.


O secretário-geral de Governo, Nelson Spolaor, afirmou que é importante mostrar para a população a plena segurança do sistema de diques e da eficácia do sistema de drenagem. “Nossas equipes trabalham intensamente de forma permanente com ações de limpeza, desassoreamento dos canais dando mais vazão ao sistema de drenagem, bem como nossas Casas de Bombas estão em perfeito funcionamento”, explicou.


Alerta


O alerta leva em consideração os prognósticos meteorológicos de uma área de baixa pressão que poderá intensificar o fluxo de umidade vindo da Amazônia, dando origem a um ciclone extratropical próximo à costa gaúcha.


Emergência


A Defesa Civil de São Leopoldo trabalha em regime de plantão e atende pelos telefones (51) 99117-8291 e (51) 98924-7852, além da a sala de situação conjunta com os Bombeiros pelo telefone 193. Qualquer situação de danos causados pela instabilidade do tempo a população pode buscar auxílio por esses canais de comunicação.


Previsão do tempo


Nessa terça, a atuação de uma área de baixa pressão aliada ao fluxo de umidade da Amazônia, intensificará as instabilidades na metade Norte do Rio Grande do Sul. Entre o Noroeste, Norte e o Nordeste gaúcho, há risco de temporais isolados, acompanhados de chuva forte, descargas elétricas, rajadas de vento e eventual queda de granizo. São esperados acumulados entre 40 e 60 mm/dia, podendo chegar pontualmente aos 75 mm/dia na região Norte, devido às chuvas persistentes.


Na quarta (12), com o sistema de baixa pressão se intensificando e avançando em direção ao Rio Grande do Sul, as chuvas ganham força em praticamente todas as regiões, sendo persistentes e com forte intensidade. Há risco de volumes em torno dos 60 aos 100 mm/dia na metade Norte do Estado.


Também há condições para temporais acompanhados de eventual queda de granizo e rajadas de vento entre 70 e 90 km/h, isoladamente. Ao longo do dia, os ventos ganhando força no Litoral, deixarão o mar agitado e com risco de ressaca.


Na quinta, com a formação de um ciclone extratropical, há risco de temporais com chuvas fortes sobre o Norte, Nordeste, Centro, Sul e Leste do Rio Grande do Sul. As rajadas de vento variam entre 80 e 110 km/h, mantendo o mar agitado e com ressaca marítima. As chuvas constantes, favorecerão acumulados em torno dos 45 e 60 mm/dia.


Na sexta (14), o avanço do ciclone para o mar tende a favorecer o tempo estável sobre boa parte do Estado. Contudo, segue a condição de chuva sobre a Região Metropolitana de Porto Alegre e Leste gaúcho, com acumulados entre 20 e 35 mm/dia. Os ventos variam de 40 a 65 km/h no Litoral gaúcho e mantém o mar agitado com ressaca marítima.


Informações de São Leopoldo


A Defesa Civil de São Leopoldo constatou que o nível do Rio dos Sinos estava em 3,28m, às 15h dessa segunda , de acordo com apontamento da régua do Sistema Nacional de Informações sobre Recursos Hídricos (SNIRH) instalada na rua da Praia. Dessa forma, conforme disposto no Plano de Contingência se mantém o status de observação, sem riscos e sem requerer atenção especial.


De acordo com dados obtidos com o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), a precipitação nas últimas 24h em São Leopoldo foi de 0mm. O acumuladaono mês de julho é de 77mm, sendo que a média dos últimos 30 anos para julho na cidade é de 151mm.


Fonte: PMSL



[Foto: Miguel Thurler |Jornalista: Rodrigo Machado - MTb 14.433 |Scom/PMSL]



Superintendência de Comunicação - Scom

Prefeitura Municipal de São Leopoldo - RS

51 2200 0304/2200 0305


0 comentário

Comments


Grupo Star superior.png
Caixinha de perguntas Start.png
bottom of page