Defesa Civil monitora chuva em São Leopoldo e auxilia bombeiros no resgate de famílias ilhadas


Os problemas se concentraram na vila Brás, na Ocupação Steigleder e na vila Progresso onde algumas casas estavam ilhadas.|Fotos: Fabiano Camargo

Com o prosseguimento da instabilidade na noite de quarta-feira (25), a Defesa Civil de São Leopoldo, com auxílio da Guarda Civil Municipal (GCM) foi acionada para verificar situações de alagamentos na Região Nordeste. Os problemas se concentraram na vila Brás, na Ocupação Steigleder e na vila Progresso onde algumas casas estavam ilhadas. Na Steigleder cinco famílias ficaram ilhadas e o Corpo de Bombeiros Militar foi acionado para efetuar o resgate.


As famílias vão ficar alojadas no galpão do Movimento Nacional de Luta pela Moradia (MNLM). A Secretaria de Desenvolvimento Social (SDS) prestou auxílio com a doação colchões, acolchoados, cobertores e alimentos para as pessoas que ficarão abrigadas no galpão.


Na vila Brás havia acúmulo de água nas ruas das Margaridas, das Hortênsias e dos Girassóis. Nesses pontos o problema foi ocasionado porque a casa de bombas do arroio Gauchinho não estava operando em sua plenitude. A vala de drenagem foi limpa pelo Serviço Municipal de Água e Esgotos (Semae) no lado que pertence ao município de São Leopoldo. Essa casa de bombas é mantida pela Prefeitura de Novo Hamburgo e já foi solicitada a manutenção dos equipamentos diversas vezes para evitar os alagamentos.


Emergência


Em caso de ocorrências causadas pelas intempéries, a Defesa Civil de São Leopoldo atende pelos telefones 153, 993275609 e 989247852.


Banco Municipal do Agasalho


O BMA segue distribuindo todas as peças de roupas nas ocupações e associações de maior vulnerabilidade, bem como se encontra aberto ao público de segunda a quinta-feira, das 8h30 às 13h para retirada de roupas e calçados no local, situado na Sala 14 do Ginásio Municipal Celso Morbach. Para quem deseja doar, o horário é de segunda a quinta-feira, das 8h30 às 12h.


Fonte: PMSL

0 comentário