Delegação brasileira desfila na abertura das Olimpíadas



Bruno Rezende, o Bruninho, do vôlei, e Ketleyn Quadros, do judô, foram os porta-bandeiras da delegação brasileira na abertura de Tóquio 2021 | Foto: Martin Bureau / AFP /

Com apenas dois atletas, o Brasil foi a 151ª delegação a desfilar na cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de Tóquio, nesta sexta-feira (23). Os porta-bandeiras Bruno Rezende, o Bruninho, do vôlei, e Ketleyn Quadros, do judô, representaram os 301 atletas do Time Brasil, de 35 modalidades, que foram preservados em função do risco de contágio pela pandemia. Ao entrarem no Estádio Olímpico, sambaram para os presentes e para as câmeras.


Também desfilaram o chefe da delegação brasileira, Marco Antônio La Porta, e o representante dos colaboradores do COB (Comitê Olímpico Brasileiro), Joyce Ardies.


Para amenizar a frustração pela ausência na festa inaugural, o COB (Comitê Olímpico Brasileiro) organizou um "desfile paralelo" pelas ruas da Vila Olímpica. Bruninho e Ketleyn também participaram da apresentação improvisada levando uma bandeira do Brasil nas mãos. Todos estavam uniformizados.


Também hoje, o COB divulgou imagens com a participação de porta-bandeiras de edições anteriores vestidos com o uniforme oficial do Time Brasil. A ideia foi expandir a presença da delegação do Brasil para além do Estádio Olímpico.


Wlamir Marques, do basquete (Tóquio 1964); Walter Carmona, do judô (Los Angeles 1984); Aurélio Miguel, também judoca, (Barcelona 1992); Sandra Pires, do vôlei de praia (Sidney 2000) e Yane Marques, do pentatlo moderno (Rio 2016) foram os convidados.


O Time Brasil tem 18 campeões e 31 medalhistas olímpicos, na maior delegação nacional em uma olimpíada fora do país.


Fonte: Correio do Povo

0 comentário