Demanda por atendimento pediátrico passa a pressionar sistema de saúde em São Leopoldo


Foto: Thales Ferreira

O Rio Grande do Sul vem sofrendo com diversos pais preocupados com a saúde de suas crianças. Isso porque as emergências pediátricas vêm tendo uma grande procura por atendimento devido a chegada antecipada das doenças de inverno, que nesta época atinge em maior escala as crianças.


Segundo especialistas, este "surto" fora de época está acontecendo, pois as crianças saíram de seus ambientes seguros, como a sua casa, e voltaram para sua rotina normal, em escolas e creches, como exemplo. Em Porto Alegre, o Hospital da Criança, o Hospital de Clínicas e o Hospital Materno Infantil Presidente Vargas, já possuem superlotação na Emergência. Em Canoas, o Hospital Universitário está atendendo apenas os casos graves. A Secretaria de Saúde de Porto Alegre se reuniu na manhã desta terça-feira (12), para uma reunião emergencial.


SITUAÇÃO TAMBÉM É GRAVE EM SÃO LEOPOLDO


Em São Leopoldo, diversos pais têm denunciado que os postos de saúde e a UPA da Scharlau estão sem atendimento pediátrico. Segundo eles, no município inteiro, há apenas um médico atendendo as crianças, no Hospital Centenário. Segundo a administração da UPA da Scharlau, o IB Saúde, eles vêm enfrentando dificuldade para contratar o profissional de pediatria e isto se agravou ainda mais por conta da alta procuro no estado.


Em transmissão via Internet, a Prefeitura de São Leopoldo disse que a situação está acontecendo pela falta de pediatras na profissão. "Está difícil contratar profissionais da área porque o mercado não oferece. Nós recentemente fizemos um concurso público para essa especialização e não se candidatou nenhum pediatra," disse o prefeito Ary Vanazzi.


Ainda em Live, Vanazzi afirmou que a partir de amanhã (13), a UPA contará com 12h de atendimento pediátrico, além de mais um pediatra e clínico geral no Hospital Centenário.


Lilian Silva, presidente do Centenário, também esclareceu sobre a questão no Hospital. "No HC a emergência (que atende 24h), tem dois pediatras e eles estão com dificuldades para preencher a escala, visto a alta demanda. Atualmente nós temos 19 leitos infantis, que na semana passada, tiveram 60% de ocupação," esclareceu.


Outra medida anunciada pelo administração municipal é quanto ao chamamento de profissionais aprovados em concurso público.


Profissionais médicos que serão chamados do concurso

- 1 Cirurgião geral

- 1 Cirurgião vascular

- 2 clínicos gerais

- 1 gastroenterologista

- 1 oftalmologista

- 1 Ortopedista/ Traumato

- 1 Plantonista (para o Centro de Saúde Feitoria)


Profissionais de saúde

- 1 Odonto Pediatra

- 1 Odontólogo

- 3 nutricionistas

- 2 psicólogos

- 1 técnico de enfermagem

- 1 enfermeiro


Andressa Deuner, da Redação Start

0 comentário