Dentista em prisão domiciliar posta foto viajando e é detida; defesa alega “#tbt”


Imagem: reprodução/ Facebook.

Uma foto publicada em uma viagem a Campos do Jordão levou uma dentista a ser detida pela Justiça de Minas Gerais. Ela estava em prisão domiciliar e, portanto, não poderia ter ido à cidade paulista.


O caso foi relatado pelo G1. O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) informou que Kelen Reolon de Souza, de 39 anos, foi reconduzida à prisão após ser localizada em um bar de Belo Horizonte.


A mulher foi condenada a 15 anos e dois meses de prisão por tráfico de drogas, mas, por conta da pandemia de Covid-19, conseguiu o benefício de cumprir a pena em regime domiciliar.

Por definição da Justiça, ela só poderia ausentar-se de sua residência, em Ribeirão das Neves, de segunda a sexta, das das 6h às 19h30, e aos sábados, entre 6h e 15h, devendo permanecer recolhida aos domingos e feriados.

No dia 27 de julho do ano passado, porém, ela postou uma foto no Facebook. Nela, aparecia em Campos do Jordão, aproveitando a natureza.

O MPMG entendeu que Kelen descumpriu a lei e, portanto, a promotoria requereu que ela voltasse para a cadeia.

A revogação da prisão domiciliar já foi aceita pela Justiça e, por isso, a dentista era considerada foragida há três meses, até ser encontrada semana passada em um bar.

Defesa nega viagem

Segundo a defesa de Kelen, porém, a mulher não viajou durante a prisão domiciliar. A postagem seria apenas um “tbt”, ou seja, uma lembrança de momentos anteriores vividos pela cliente.

“Na verdade, isso se trata de um #tbt, a repostagem de uma foto passada. Isso é comum nas redes sociais, as pessoas publicarem fotos antigas”, disse o advogado Tiago Henrique Santos.


Fonte: Yahoo

0 comentário