Diretores das escolas municipais de Esteio são empossados para a gestão 2022


Os diplomas foram entregues aos gestores das instituições de ensino, escolhidos em processo eleitoral ou por indicação, cujo mandato terá duração de um ano e se iniciará no dia 1º de janeiro. | Imagem: Eduardo Baratto Leonardi/ PME.

Os 30 diretores e 30 vice-diretores das escolas municipais de Educação Infantil (EMEI), de Educação Básica (EMEB) e de Educação de Jovens e Adultos (Emeja) de Esteio (veja aqui a lista) foram empossados em uma cerimônia realizada nessa terça-feira (29).


O prefeito Leonardo Pascoal, a secretária municipal de Educação (SME), Cláudia Ruschel, e a presidente da Câmara de Vereadores, Fernanda Fernandes, entregaram os diplomas aos gestores das instituições de ensino, escolhidos em processo eleitoral ou por indicação, cujo mandato terá duração de um ano e se iniciará no dia 1º de janeiro.

Pascoal iniciou sua fala agradecendo as equipes que conduziram o processo eleitoral e os diretores que estão encerrando seus mandatos neste momento. Aos que assumem, ele enfatizou os desafios que terão pela frente. “Estamos muito animados para o ano letivo de 2022. Acredito que com o grupo qualificado de servidores que temos e com as alterações planejadas para o ano que vem, poderemos conseguir um avanço significativo em termos de aprendizagem em um curto espaço de tempo. Aumentamos o valor das gratificações para os ocupantes desses cargos, mas também vamos cobrar resultados”, ressaltou.

Titular da SME, Cláudia apontou que os novos diretores têm como missão dar continuidade e aperfeiçoar o trabalho feito pelos colegas. “Foquem sua energia na construção de experiências exitosas. Queremos avançar com melhores recursos e metodologias de aprendizagem. Contem com a secretaria para desenvolver as ações em colaboração com vocês”, disse.

Os novos diretores foram escolhidos em votação nas instituições de ensino da rede municipal. Seis escolas superaram o número mínimo de chapas concorrentes e tiveram eleição no dia 3 de dezembro. Nas outras 24 que não tiveram candidatos suficientes inscritos para composição da lista tríplice, a titular da SME realizou a indicação.

O agora diretor da EMEB Érico Veríssimo, Marcelo Azevedo, falou em nome dos empossados. “Assumimos essa posição em um momento muito importante, em que são necessárias reflexões sobre o papel da educação pública municipal brasileira. Precisamos traduzir nossos diferentes olhares, características, matrizes teóricas e pluralidade e diversidade de olhares em ações efetivamente qualificadas. A educação é a porta de entrada para os direitos sociais e cabe ao poder público dialogar com as comunidades de forma a assegurar a cidadania plena dos alunos”, destacou.

Como os mandatos serão de um ano, em 2022 haverá uma nova escolha de diretores, com alterações nas regras do processo, descritas na Lei Municipal 8.013/2021, apresentada pelo Poder Executivo e aprovada pela Câmara de Vereadores em sessão extraordinária no dia 22 de dezembro. Conforme o texto, a definição ocorrerá por avaliação de conhecimentos específicos e avaliação comportamental, semelhante a um concurso interno, divida em, no mínimo, quatro etapas: prova escrita, avaliação comportamental, entrevista individual e análise de títulos.


A lei prevê que uma empresa externa conduza o procedimento, que será regido por edital. "Tem muita gente capacitada dentro das escolas que poderia ocupar cargos de direção. Essa será uma oportunidade de trazer essas pessoas à margem e conhecê-las", explicou Pascoal. A iniciativa é baseada em uma experiência realizada em Sobral, município cearense que se destaca em indicadores nacionais de educação. Uma comitiva de prefeitos da Região Metropolitana de Porto Alegre, incluindo Pascoal, esteve na cidade em novembro para conhecer mais sobre as ações promovidas na área do ensino.

Antes do início da posse, o prefeito e a titular da SME apresentaram às equipes diretivas as mudanças que serão realizadas na secretaria em 2022. Entre elas, estão adequações na estrutura, como uma nova divisão das diretorias administrativas e pedagógicas, e também no ensino, com a previsão de contratação de auxiliares de alfabetização e ampliação do programa de atividades no contraturno escolar, o chamado Programa de Incentivo à Aprendizagem (PIA).

“Mesmo com as alterações, nunca começaremos um ano tão organizados como o próximo. Claro que poderão surgir algumas situações, mas realizamos um esforço para que as gestões escolares possam se focar em seu principal objetivo, obter melhores resultados para suas instituições, principalmente em termos de aprendizagem”, salientou Pascoal. “Não estamos inventando a roda com essas medidas. Pesquisamos e fomos atrás de boas práticas onde elas estivessem, seja na Finlândia, seja em Sobral ou outros locais, e adotamos modelos consideradas como referência. Em Sobral, aliás, aprendemos que não precisa fazer pirotecnia para ter resultados positivos, basta fazer o básico bem feito”, completou o prefeito.

Também participaram da cerimônia o vice-prefeito Jaime da Rosa, os secretários municipais de Saúde, Ana Boll, e de Segurança Pública, Alberto Rocha, e os vereadores Derli Scienza, Fernando Luz, Gilmar Rinaldi e Sandro Severo.


Fonte: PME

0 comentário