Dois policiais, um advogado e um vigilante são presos por formação de milícia em Rio Grande


Imagem: reprodução/ Internet.

Dois policiais, sendo um civil e outro militar, foram presos junto a um advogado e um vigilante, suspeitos por formação de milícia nesta quarta-feira (23) em Rio Grande, no sul do RS. As prisões efetuadas a pedido Ministério Público (MP) pelas Corregedorias da Brigada Militar e da Polícia Civil.


Conforme as investigações, os quatro alvos formavam o grupo criminosos com outros três indivíduos. Todos se passavam por policiais fingindo realizar patrulhas noturnas e operações policiais. Utilizando as ações de pretexto, o grupo efetuava roubos em via pública e agrediam pessoas, que apontadas por eles, seriam supostamente suspeitas de envolvimento criminoso. Além disso, invadiam casas em busca de armas e drogas.


Os agentes também constataram, que durante as falsas abordagens e operações, os investigados utilizavam falsos distintivos da Polícia Civil. Em um dos casos registrados, em 1º de dezembro de 2021, no bairro Querência, parte do grupo, armado e utilizando toucas-ninja, lanternas e coletes balísticos, agrediu um homem com socos e chutes. A vítima foi algemada e largada em via pública, enquanto um revólver calibre 38 foi roubado pelos criminosos.


Durante a operação, deflagrada pela Polícia Civil, foram cumpridos mandados de busca e apreensão em quatro endereços ligados aos alvos.


Os suspeitos responderão pela prática de roubo, constrangimento ilegal, falsa identidade, corrupção de testemunhas, exercício arbitrário das próprias razões, violação de domicílio, posse e porte ilegal de arma de fogo. Dos outros três criminosos, dois já estão presos e um segue sendo investigado. Os nomes não foram divulgados pela Polícia.


Fonte: GZH

0 comentário