Irmão mata irmã e cunhado em Capela de Santana


Imagem: divulgação.

Um crime bárbaro por motivo fútil envolvendo uma família choca a comunidade de Capela de Santana nesta sexta-feira (14). Arnaldo Stroher Neto, 26 anos, foi autuado em flagrante pela Polícia Civil sob a acusação de ter assassinado a facadas seu cunhado, Lucas Rieth Bitello, 36, e também a própria irmã, Maria Lisiane Stroher Both, 35. Conforme a comandante local da Brigada Militar, tenente Vânia Bentin, as duas mortes foram consequência de uma briga antiga envolvendo a propriedade de uma parte de um terreno.


O estopim para o desentendimento na manhã desta sexta-feira foi uma cerca que Lucas havia feito há pouco. Arnaldo partiu para cima do cunhado com uma faca e o feriu perto do pescoço. Maria Lisiane, ao tentar intervir na rixa, acabou atingida também e morreu em atendimento no Hospital Montenegro. Segundo a Polícia Civil, o homicídio doloso aconteceu na Rua Pedro Augusto Mentz, 600, localidade de Divisa, perto da ERS-240 e da Cervejaria Barley.


Quando a BM chegou, Lucas ainda estava vivo e chegou a contar que fora esfaqueado pelo cunhado.


Foi acionado o Samu, mas ele morreu ainda dentro da ambulância. Os PMs foram à casa de Arnaldo, a poucos metros, e o encontraram dentro do pátio com as mãos sujas de sangue, de posse de uma faca com cabo de tatu com 20 cm de lâmina e uma espingarda de chumbinho. Ao receber voz de prisão da BM, ele, que não sofreu nenhum ferimento, se entregou levantando as mãos e virando de costas. A Prefeitura de Capela de Santana decretou luto de três dias, porque Lucas, era funcionário do Município, assim como Arnaldo. Ambos eram vigilantes e bem conhecidos na cidade. O homem que morreu era pai de três filhos, atuava na causa animal do município, era bombeiro voluntário e ex-militar do Exército Brasileiro. A Funerária Santana ainda não divulgou informações sobre velório e sepultamento.


Fonte: Jornal Acontece

0 comentário