Eduardo Bolsonaro parabeniza polícia por ação com 25 suspeitos mortos: “só vagabundos reclamarão”


Eduardo Bolsonaro usou as redes sociais para parabenizar autoridades pela ação, que deixou 25 mortos. | Imagem: Andressa Anholete/Getty Images.

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), usou as redes sociais para parabenizar a Polícia Militar e a Polícia Rodoviária Federal foi uma ação que matou pelo menos 25 pessoas em Varginha (MG), no último domingo (31).


As vítimas eram suspeitas de articular um roubo similar ao ocorrido em Araçatuba, em São Paulo, quando bandidos planejaram um roubo de R$ 90 milhões em agências bancárias. O crime faz parte do que a polícia tem chamado de “novo cangaço”.


“Nenhum policial morto. Parabéns PRF e PM MG. Fiquem tranquilos, só vagabundos reclamarão”, escreveu Eduardo Bolsonaro nas redes sociais.


Os suspeitos estavam escondidos em uma chácara. No local, foram encontrados dez fuzis, munições, granadas, além de dez veículos roubados. Segundo a Polícia Rodoviária Federal, quando autoridades chegaram ao local na primeira abordagem, houve confronto de 18 suspeitos foram mortos.


Na segunda ação, a polícia voltou a falar em “troca de tiros” e outros sete suspeitos foram mortos.


De acordo com o tenente-coronel Flávio Santiago, da comunicação da PM de Minas Gerais, o objetivo das ações era prender os dois grupos, mas os criminosos reagiram. Nenhum policial ficou ferido. Os corpos dos mortos estão no IML de Belo Horizonte, onde serão identificados.


O governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), também elogiou a ação e chamou os policiais de “heróis”. “Em Varginha, a PMMG ao lado da PRF, antecipou bandidos do chamado 'novo cangaço', em uma das maiores operações da história no combate a esse tipo de crime. Parabéns a todos heróis envolvidos! Estamos trabalhando para que Minas siga sendo o Estado mais seguro do país. Em Minas a criminalidade não tem vez. As Forças de Segurança do Estado trabalham com inteligência e integração para impedir ações criminosas”, declarou.


Fonte: Yahoo

0 comentário