Buscar

Educação de SL investe mais de R$ 21 milhões em obras de infraestrutura e modernização das escolas


Imagem: Thales Ferreira/ PMSL.

O prefeito de São Leopoldo, Ary Vanazzi, e o titular da Secretaria Municipal de Educação, Ricardo da Luz, apresentaram, nesta segunda-feira (14), as ações e investimentos que a administração municipal realizou para o retorno das aulas presenciais no ano letivo de 2022.


Foram investidos mais de R$ 21 milhões em obras de infraestrutura; na modernização, com a aquisição de telas interativas, computadores e Chromebooks; mais equipamentos como splits; materiais esportivos; brinquedos pedagógicos; mobiliários, entre outros instrumentos. Também serão entregues cerca de 11 mil kits de materiais escolares para estudantes das escolas prioritárias da Rede Municipal de Ensino (RME). Vanazzi salientou que mesmo durante a pandemia a prefeitura manteve os investimentos necessários para a qualificação do ensino. “Nos períodos de isolamento social tivemos a entrega dos kits alimentação para as famílias dos estudantes da rede municipal. Agora com o retorno presencial, tivemos o compromisso de adequar as escolas com a necessidades de aprendizagem. Queremos cada vez mais qualificar a educação em nosso município preparando a cidade para um futuro melhor”, afirmou o prefeito. Já o titular da Smed, Ricardo da Luz, comentou sobre a dificuldade imposta pelo isolamento social. “A área da educação é um desafio permanente para qualquer administração. Só que nos últimos dois anos, as adversidades foram aquém do que estávamos acostumados. Vencemos obstáculos pedagógicos e de infraestrutura para preparar o retorno presencial e garantir um ensino eficiente. Além de aprimorar os processos pedagógicos também incorporamos novas tecnologias nas salas de aula. Com certeza nossos alunos estarão bem assistidos nesse retorno”, apontou o secretário. Sobre os procedimentos e prazos a serem adotados pelas escolas referentes a vacinação das crianças a assessora de assuntos intersetoriais da Smed, Renata de Mattos, reforçou que será solicitado o comprovante de vacinação contra covid-19 às famílias de crianças e estudantes que não o tenham apresentado no ato da matrícula, postado no Google Sala de Aula (disponível a partir do dia 17) ou enviado cópia ao regente da turma até o dia 22 de fevereiro.


“A partir disso, a escola vai convocar o familiar/responsável legal para comparecer presencialmente à escola e entregar a notificação preenchida e assinada em duas vias, retendo uma via na escola. Posterior ao dia 22, vai notificar imediatamente o responsável legal para apresentação do comprovante de vacinação da criança e/ou estudante, com prazo máximo de 48h. Na hipótese do não cumprimento do item 3 dentro do prazo estabelecido, a escola deverá formalizar a situação ao Conselho Tutelar, através de formulário específico e comunicar à Smed, a fim de que esta dê ciência ao Ministério Público”, esclareceu. A represente do Sindicato dos Professores Municipais de São Leopoldo (Ceprol), Cristiane Mainardi, apontou a necessidade da vacinação para toda comunidade escolar e saudou a inciativa da formação continuada promovida pela Smed. “Os investimentos em Formação Continuada para comunidade escolar envolveram ações formativas para os professores, equipes diretivas, conselhos escolares e Grêmios Estudantis”, recordou. Também participaram da transmissão o presidente do Conselho Municipal de Educação, Otavio Afonso Forneck, e integrantes das diretorias da Smed. Para saber mais sobre outras ações realizadas pela Smed, basta acessar o link: https://www.saoleopoldo.rs.gov.br/?template=abreAnexos&arquivo=13455&nomeArquivo=VOLTA%20%C0S%20AULAS%2020220214&categoriaDownload=1


Fonte: PMSL

0 comentário
Sem título.png
Caixinha de perguntas Start.png