top of page
Buscar

Estado registra 50ª morte por dengue em 2023


Imagem: divulgação/ Fiocruz.

O Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs), órgão vinculado à Secretaria da Saúde (SES), confirmou, na manhã desta quarta-feira (28), a 50ª morte por dengue no Rio Grande do Sul em 2023. A vítima é uma mulher de 84 anos, residente em Cachoeirinha. Ela possuía comorbidade, mas não foi especificada qual.


A morte ocorreu em 9 de junho. Além desse óbito, a Região Metropolitana de Porto Alegre contabiliza mais cinco mortes decorrentes da doença no ano, sendo quatro na Capital e uma em Gravataí, totalizando 12% do número total de mortes.


A região Noroeste do RS apresenta o maior número de vidas perdidas pela dengue, com um total de 17 mortes, seguida pelo Vale do Taquari, com 11 óbitos.


Em relação à faixa etária, o grupo com mais vítimas fatais é o de pessoas com 80 anos ou mais, representando 20 casos, ou seja, 40% do total de vítimas.


A SES reforçou a importância da população procurar atendimento médico nos serviços de saúde logo nos primeiros sintomas. Dessa forma, evita-se o agravamento da doença e a possível evolução para óbito.


Principais sintomas


  • Febre alta (39 a 40°C), com duração de dois a sete dias;

  • Dor retroorbital (atrás dos olhos);

  • Dor de cabeça;

  • Dor no corpo;

  • Dor nas articulações;

  • Mal-estar geral;

  • Náusea;

  • Vômito;

  • Diarreia;

  • Manchas vermelhas na pele (com ou sem coceira).


Fonte: GZH

0 comentário
banner superior START CARNAVAL 2024.png
Caixinha de perguntas Start.png
bottom of page