top of page
Buscar

Grêmio supera Bahia nos pênaltis e avança às semifinais da Copa do Brasil


Imagem: Fabiano do Amaral/ Correio do Povo.

Gabriel Grando. Questionado pela torcida, o goleiro defendeu dois pênaltis e garantiu o Grêmio na semifinal da Copa do Brasil. O Tricolor buscou o empate por tempo normal e venceu por 4 a 3 nas penalidades, na noite desta quarta-feira (12), na Arena. Agora, mais nove milhões de reais no bolso gremista, fruto das luvas de Grando.


Ameaçado pela força das chuvas do ciclone que atinge ao RS, o duelo começou com 1h de atraso. Durante o jogo, o time de Renato Portaluppi parou nas belas defesas do goleiro Marcos Felipe, incluindo em pênalti de Cristaldo e no desencaixe da sua defesa. Aos 50, o atacante Everaldo anotou um golaço de fora da área e deixou os visitantes em vantagem. Na segunda etapa, o Grêmio buscou o empate aos 29 minutos em boa jogada de Ferreira e gol de Villasanti. Vina perdeu um gol inacreditável. Os minutos finais foram de duas bolas no travessão de Ademir e uma de Suárez.


Pênalti perdido e gol sofrido


Após duas vistorias no campo e uma hora de atraso em função da força das chuvas que afetam o Rio Grande do Sul nesta semana, o árbitro Wilton Pereira Sampaio enfim autorizou o começo do confronto pela Copa do Brasil às 20h06.


No campo, as equipes lutaram contra um gramado embarrado para criar chances de gol e fazer a bola rolar. A pressão inicial foi gremista e em lances pelo alto. Em duas cobranças de escanteio, o goleiro Marcos Felipe salvou uma tentativa do volante Carballo de cabeça e Bruno Uvini.


O Grêmio teve uma enorme chance para marcar aos 36 minutos. Bitello arriscou chute e a bola bateu na mão do volante Acevedo. O árbitro assinalou a penalidade que Cristaldo bateu e perdeu. Marcos Felipe cresceu e fez a defesa.


Os visitantes, que em nenhum momento abdicaram de jogar, tomaram a frente do placar em um golaço. Everaldo bateu colocado de fora da área e venceu o goleiro Grando, no último minuto da primeira etapa. Belo gol.


Ferreira salva


Grêmio voltou sem mudanças e o Bahia também. Atrás no placar, o time gremista avançou suas linhas de marcação e obrigou Marcos Felipe a trabalhar já aos 4. Suárez buscou Cristaldo, que não dominou e o golerio abandonou a meta. Bitello voltou a testar o arqueiro aos 7 minutos em chute de fora da área.


Os visitantes assustavam sempre nos contragolpes. Ademir bateu rasteiro da entrada da área e Grando segurou. Renato promoveu a primeira troca aos 11. Ferreira entrou no lugar de Kannemann. Marcos Felipe estava inspirado. Suárez tentou toque de cabeça por cobertura e ele fez linda defesa na ponta dos dedos.


O cenário do duelo era um Grêmio todo no ataque e cedendo espaços na defesa. O Bahia, se segurava e avançava em velocidade. Vina entrou no lugar de Cristaldo. O Grêmio encontrou o empate aos 27 minutos. Em lance individual, Ferreira passou por dois marcadores e tocou no meio da área para Villasanti fuzilar para o fundo das redes. Vina teve a chance de virar. Livre e na pequena área, ele isolou a finalização.


A reta final do jogo foi repleta de lances de perigo. Ademir finalizou duas vezes no travessão em chutes de fora da área. O Grêmio respondeu com Suárez, que parou em Marcos Felipe e na trave em chute por cobertura. Enorme defesa do goleiro. Com o novo empate, a classificação foi resolvida nos pênaltis.


Fonte: Correio do Povo

0 comentário

Comments


Grupo Star superior.png
Caixinha de perguntas Start.png
bottom of page