top of page
Buscar

Inmet prevê enfraquecimento do El Niño e possibilidade de La Niña no segundo semestre

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) prevê o enfraquecimento do fenômeno climático El Niño nos próximos meses e a possibilidade (50%) da ocorrência do La Niña no segundo semestre. As projeções foram divulgadas em relatório mensal do Inmet, feito em parceria com a Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA) e o Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastre (Cenad).


Segundo o relatório, a intensidade do El Niño deve passar de forte, classificação atual, para fraca a partir de abril. "As previsões de Temperatura da Superfície do Mar (TSM) para a região do Oceano Pacífico Equatorial, produzidas a partir de modelos climáticos globais, indicam alta probabilidade (98%) de que as condições do El Niño persistam até, pelo menos, abril de 2024", projetou o Inmet. 


Após abril, o El Niño deve variar de moderado a fraco e as temperaturas devem atingir a neutralidade de abril a junho, com 66% de probabilidade.


Para o segundo semestre, o Inmet vê probabilidade acima de 50% de ocorrência do fenômeno climático La Niña.


Tanto um, quanto outro, são fenômenos atmosféricos caracterizados, principalmente, pelas condições de temperatura no Oceano Pacífico. Quando as águas na região equatorial do Oceano Pacífico aquecem pelo menos 0,5°C por algumas semanas, significa a chegada do fenômeno El Niño. Já quando as águas esfriam, é sinal de La Niña.


A estiagem no Rio Grande do Sul é uma marca do La Niña, uma vez que o fenômeno diminui o volume e frequência da chuva, aumentando a seca. Já o El Niño traz para os gaúchos aumento de temperaturas e de precipitações, podendo causar situações de enchente e inundação, por exemplo. Os fenômenos têm efeitos quase que opostos.


Água no solo


Em relação à previsão do armazenamento de água no solo, as chuvas observadas nos últimos meses contribuíram para a elevação dos níveis de umidade no solo em grande parte do Brasil, observou o Inmet, principalmente no sul da Região Norte e em áreas da região central do país. 


"A previsão do armazenamento de água no solo para este mês indica uma manutenção da umidade no solo, já em grande parte da Região Sul a previsão indica elevados níveis de umidade", apontou o Inmet. O instituto afirmou que não há expectativa de elevação dos níveis de água no solo nas partes central e leste da Região Nordeste, noroeste da Região Norte e norte da Região Sudeste.


Fonte: GZH


0 comentário

Comments


Grupo Star superior.png
Caixinha de perguntas Start.png
bottom of page