top of page
Buscar

Liberados empréstimos para pequenas empresas de cidades atingidas por enchentes no RS


Imagem: divulgação.

Começou a ser liberado pelo Banco do Brasil nesta sexta-feira (3) o dinheiro do Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe) com subsídio para empreendedores dos 92 municípios gaúchos em estado de calamidade pública devido às cheias, especialmente do Vale do Taquari. A linha de crédito especial tem R$ 100 milhões de subvenção para emprestar R$ 250 milhões. Pode ser solicitada por quem tem faturamento anual de até R$ 4,8 milhões.

O valor máximo é de R$ 150 mil, com carência de 24 meses para começar a pagar e, depois, 36 meses para quitação. O juro é taxa Selic mais 6% ao ano. O custo zero prometido (ou quase zero) é, então, alcançado pela subvenção. Como o Banco Central vem reduzindo a Selic, o corte se refletirá no custo deste crédito também.


"A subvenção é de 40%. Isso significa que, se pegar R$ 100 mil, vai dever R$ 60 mil, o que reduz o juro", detalhou o diretor de Micro e Pequenas Empresas do Banco do Brasil, Marcelo Gomes, em entrevista ao Gaúcha Atualidade, da Rádio Gaúcha.


Segundo ele, todas as agências estão preparadas para receber o pedido de empréstimo, seja presencial ou online. É preciso ser cliente do Banco do Brasil, o que no caso do crédito à agricultura familiar, foi providenciado rapidamente. Gomes reforça que não há cobrança de taxa de crédito, Imposto sobre Operações Financeiras (IOF), nem exigência de seguro. É preciso enviar um comprovante de endereço da empresa para verificar se está nas cidades contempladas e autorizar o banco a consultar os dados na Receita Federal.


A Caixa Econômica Federal (CEF) também foi autorizada a operar a linha de crédito, mas não há previsão de que vá fazê-lo.


Fonte: GZH

0 comentário

Comments


Grupo Star superior.png
Caixinha de perguntas Start.png
bottom of page