top of page
Buscar

Municípios gaúchos podem registrar chuva, ventania e queda de temperatura nos próximos dias


Imagem: Duda Fortes/ Agência RBS.

A partir desta quarta-feira (8), uma frente fria formada por um ciclone extratropical deve causar chuva em todo o Estado, com chance de temporais fortes na Metade Norte.


Segundo a classificação da Climatempo, o extremo sul do Estado está em perigo extremo, podendo receber altos volumes de chuva. Em Rio Grande, por exemplo, a previsão é de 90 milímetros para 24 horas. O valor fica um pouco abaixo da média para todo o mês de maio na cidade (112mm).


A Campanha está classificada como uma área de perigo. A estimativa da Climatempo é que alguns municípios, como Bagé, registrem valores próximos aos 80mm. Segundo o Inmet, a média climatológica de chuva para o município no mês de maio é de 129,6mm. A Fronteira Oeste e o Centro estão em estado de atenção. Em Uruguaiana, pode chover 25mm em 24 horas. Em Santa Maria, volume deve ficar abaixo dos 10mm.


"Vale destacar que, nesse momento, qualquer chuva é importante, uma vez que o solo está bastante encharcado e os rios já estão cheios", alerta Patrícia Cassoli, meteorologista da Climatempo. Ainda, todas as regiões podem registrar ventania, com rajadas de vento que devem superar a velocidade de 80 km/h.


Quarta-feira


Nesta quarta-feira (8), um ciclone extratropical se formará bem ao sul da América do Sul. O fenômeno não afetará diretamente o Rio Grande do Sul, mas dará origem a uma frente fria que será responsável por causar chuva em todo o Estado. Os sistemas também devem intensificar as rajadas de vento em todas as regiões gaúchas.


"Na Metade Sul, de Santa Maria para baixo, há condição de chuva já na manhã de quarta-feira. A partir da tarde, o sistema vai se deslocando e causando chuva na Metade Norte. À tarde e à noite, há chances de temporais, principalmente nos municípios da Fronteira Oeste, Missões, Noroeste, Norte e Centro, mantendo grande parte do Estado em alerta", prevê Patrícia.


Em Vera Cruz, no Vale do Rio Pardo, a previsão é de 40mm de chuva. Já em Passo Fundo, no Norte, 25mm. Além dessas áreas, a Serra também pode ter temporal, mas menos intenso do que nas outras regiões. Na Região Metropolitana e Região dos Vales, a condição também não deve ser tão alarmante.


"Atrás dessa frente fria, tem a entrada de massa de ar polar, que vai secando as áreas mais ao Sul conforme o sistema se desloca em direção ao Norte, causando queda na temperatura dessas regiões", acrescenta Patrícia. Esses locais podem apresentar mínima invertida. Ou seja, registrar a menor temperatura durante a noite.


Fonte: GZH

0 comentário

Comments


Grupo Star superior.png
Caixinha de perguntas Start.png
bottom of page