top of page
Buscar

Prefeitura de São Leopoldo assina cedências de áreas para projetos sociais



Imagem: Karem Rodrigues/ PMSL.

Foi assinado e enviado à Câmara de Vereadores de São Leopoldo, nesta quinta-feira (7), projetos de lei de concessões de áreas públicas para fins sociais e o ato de assinatura de cedência de área entre a Prefeitura e o Círculo Operário Leopoldense (COL). As entidades que foram atendidas são a associação Projeto Conviver, o Piquete Recanto do Bosque, a associação O Cenáculo, a Cooperativa Nova Geração, o Centro Medianeira, o CTG Sinuelo da Feitoria. Durante o ato, as associações tiveram espaço para que pudessem expressar seu agradecimento à prefeitura e aos servidores que trabalharam para que as cedências fossem efetivadas.


Durante o ato, o prefeito Ary Vanazzi reconheceu a importância das entidades sociais para São Leopoldo. “Essas concessões de áreas são para que se ampliem o trabalho social, que se cuide melhor do nosso povo e vocês podem ter certeza, enquanto nós estivermos aqui, não abandonaremos as entidades. Vamos ampliar o trabalho com elas, ampliar as parcerias porque sabemos que muitas vezes a prefeitura não chega nos bairros e vilas, mas as entidades chegam e precisamos valorizar e reconhecer, respeitar o trabalho social que fazem. Não podemos desconstituir, e isso nos orgulha muito, de vocês estarem aqui. Parabéns a quem trabalha voluntariamente a maioria das vezes e que tem um olhar comprometido com as pessoas que precisam”, enfatizou.


O secretário-geral de Governo, Nelson Spolaor, falou sobre os projetos e a relevância do trabalho das entidades sociais. “Estamos tratando de seis projetos extraordinários. O município se engrandece por ter esses trabalhos e projetos sociais. Fizemos esse esforço em tempo recorde para que vocês continuem atendendo nossas crianças e adolescentes, consigam construir o ginásio para a comunidade e também pelo compromisso que cada um tem com a cidade. Nesta cidade buscamos cada vez mais a igualde, a justiça e dias melhores”, disse.


Andrea Franck, representante da Associação Projeto Conviver, que é voltada para jovens maiores de idade, laudados com Transtorno do Espectro Autista (TEA) e Síndrome de Down, mencionou o compromisso da prefeitura com projetos sociais. “Nós da associação estamos honrados pois a administração e a prefeitura abraçaram nossa ideia”, disse.


Valmir Pizzutti, presidente do Centro Medianeira, ressaltou que “todas as entidades têm suas necessidades, ou de espaço, financeira ou de recursos humanos e por isso a importância dessa administração, do prefeito sempre atendendo as demandas que cada entidade colocou. Nós reivindicamos a outra parte do espaço no qual já tínhamos uma parte, e com a extensão dessa cessão nós temos um projeto de construção de um ginásio. Ele não será apenas para nossas crianças e adolescentes, mas também será para uso da comunidade”.


Estiveram presentes no ato o presidente da Câmara de Vereadores, Marcelo Dentinho (PTB); as vereadoras Iara Cardoso (PDT) e Jussara Lanfermann (PT); a secretária de Habitação, Karina Camillo Rodrigues; o titular da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Turístico e Tecnológico, Juliano Maciel; e Ari Centenaro, representando o conselho diretor do Círculo Operário Leopoldense, além de diversos membros das entidades que acompanharam as assinaturas.


Fonte: PMSL

0 comentário

Comments


Grupo Star superior.png
Caixinha de perguntas Start.png
bottom of page