top of page
Buscar

Reunião de governo define ações de prevenção contra cheia do Rio dos Sinos e plano de recuperação



Foto: Thales Ferreira

SÃO LEOPOLDO: em uma reunião de emergência convocada neste domingo, 19, o prefeito de São Leopoldo, Ary Vanazzi, reuniu secretários e equipes que atuam na Sala de Situação, para planejar ações de monitoramento e prevenção contra possível elevação do nível do Rio dos Sinos nas próximas 48h. O encontro ocorreu na Sala de Reuniões do Gabinete do Prefeito. Diante do cenário exposto pela Defesa Civil e com o expressivo volume de chuva registrado na madruga deste último sábado (18), quando choveu mais de 100mm no município, existe uma preocupação que o nível do Rio dos Sinos possa chegar ao patamar de 5,70m a 5,90m na terça-feira, dia 21, e desabrigar e/ou desalojar algumas famílias ribeirinhas à bacia do Rio dos Sinos.


Vanazzi determinou que a Defesa Civil siga o protocolo do Plano de Contingência para Inundações (Placon) e visite moradores das localidades que tradicionalmente sofrem o impacto das cheias dentro da bacia do rio, para alertar as famílias de eventual transbordamento do Rio dos Sinos. A equipe da Defesa Civil se deslocou, logo após a reunião, até as comunidades ribeirinhas das ruas da Praia, das Camélias, Alberto Ramos, Pottenstein, Otto Daudt, Frederico Meyer, Carlos Bier e no beco da Eugênio Emílio Dias.


“A princípio, estamos com tudo organizado. É preciso que as famílias possam levantar seus móveis e eletrodomésticos e tomar as medidas necessárias. Se for o caso entrar em contato com a Defesa Civil, com a Guarda Civil Municipal ou prefeitura para que possamos socorrer e ajudar neste aspecto”, assegurou o prefeito Ary Vanazzi.


Outra ação discutida no encontro foi sobre o diagnóstico de como se encontra a cidade, depois de quase seis meses de frequentes chuvas. Na terça-feira será anunciado um pacote de investimentos de recuperação do município que deve reunir equipes de trabalho das secretarias de Obras e Viação (Semov), de Mobilidade e Serviços Urbanos (Semurb) e o Serviço Municipal de Água e Esgotos (Semae).


“Vamos iniciar a limpeza da bacia do arroio da Campina, próximo a Casa de Bombas, a limpeza do arroio Peão e também aumentar as equipes para poder fazer a recuperação da cidade. Tivemos um prejuízo de mais de R$ 30 milhões com problemas em galerias, assoreamento de ruas e avenidas. Mesmo assim, com todos esses problemas, vemos cidades inteiras sendo levadas pelas águas, prédios e centros tomados pelas águas da chuva. Temos um rio que corta a cidade ao meio e tivemos problemas pontuais, justamente pelo planejamento, prevenção e manutenção”, afirma Vanazzi.


“Nós constituímos aqui um comitê que fica permanentemente de plantão, envolvendo uma relação com o Corpo de Bombeiros, as duas subprefeituras, Secretaria de Obras, Semae, Defesa Civil, gabinete do prefeito e secretaria Geral, intervindo e acompanhando os interesses da nossa comunidade e da nossa população. Tivemos várias ações extremamente importantes que foram colocadas de maneira positiva, pois mesmo com toda essa chuva, a drenagem deu conta como na Feitoria, na região da Nordeste, mas que de fato, com a queda da energia e o volume de chuvas expressivas em algumas localidades, não tem como dar conta, mas se comparado com as demais cidades, estamos bem e protegendo a nossa população”, garantiu o secretário Geral de Governo, Nelson Spolaor.


Estiveram presentes na reunião, o diretor-geral do Semae, Geison Freitas, diretor-geral Adjunto do Semae, Ibanes Mariano, superintendente da Defesa Civil, Paulo Borges, os subprefeitos Aurélio Schmidt (Zona Leste) e Oli Alves (Zona Norte), Chico Júnior, assessor de Comunicação e Marketing do Semae, e representantes da Secretaria de Obras e Viação e Secretaria de Mobilidade e Serviços Urbanos (Semurb).


FONTE: SCOM/PMSL

0 comentário

Comments


Grupo Star superior.png
Caixinha de perguntas Start.png
bottom of page