top of page
Buscar

São Leopoldo: prefeitura encaminha rompimento de convênio com o IPÊ SAÚDE



Foto: Dener Pedro/PMSL

SÃO LEOPOLDO: nesta segunda-feira, 27, os titulares da Secretaria Geral de Governo (SGG), Nelson Spolaor e da Secretaria Municipal de Administração (Semad), Rafael Forneck, estiveram na sede do Ipê Saúde, em Porto Alegre, para uma reunião com a diretoria da instituição. A pauta do encontro foi o encerramento do convênio, solicitado pelos servidores devido ao aumento da alíquota, de 41% para mais de 65,20% dos salários. Caso o rompimento de fato ocorra, os servidores que desejarem poderão migrar para o plano optante, no qual a contribuição passa a ser calculada através de uma tabela fixa, que varia de acordo com a faixa etária do contribuinte.


Uma das preocupações dos servidores se dá em relação à transição dos modelos de convênio. A presidenta do Sindicato dos Professores Municipais Leopoldenses (CEPROL), Cris Mainardi, falou sobre isso. “Nós temos muitos servidores com problemas de saúde, que dependem do plano para realizarem tratamentos. Então não podemos encerrar o plano dessas pessoas e esperar o processo burocrático de um novo plano”, explicou. O diretor de Relacionamento com Segurados do Ipê Saúde, Paulo Ricardo Gnoatto, explicou que é possível realizar uma transição imediata dos planos, contanto que haja um prazo hábil para o recadastramento dos servidores. Para isso, a Prefeitura se disponibilizou a organizar os dados junto aos funcionários que desejarem migrar para o plano optante e levá-los ao Ipê Saúde nas próximas semanas.


Spolaor explicou que é preciso agilidade no processo para que não haja prejuízos aos servidores. “Nós precisamos da garantia jurídica de que essa transição aconteça rapidamente. Temos que comunicar os servidores sobre a data do fim do plano atual, que está prevista para 15 de janeiro, e deixar muito claro os parâmetros do plano optante, para que todos possam decidir e não ter dúvidas em relação a isso”, esclareceu.


Caso concretizado o fim do convênio junto à Prefeitura, os servidores do plano optante passarão a contribuir com um valor fixo a ser pago através de boleto bancário, não mais descontado em folha. O valor da contribuição varia de acordo com a faixa etária. Confira:


Até 18 anos - R$ 126,53

de 19 a 23 anos - R$ 154,95

de 24 a 28 anos - R$ 194,61

de 29 a 33 anos - R$ 217,50

de 34 a 38 anos - R$ 257,83

de 39 a 43 anos - R$ 308,99

de 44 a 48 anos - R$ 445,21

de 49 a 53 anos - R$ 484,63

de 54 a 58 anos - R$ 610,60

Acima de 59 anos - R$ 759,04


FONTE: SCOM/PMSL

0 comentário

Comentarios


Grupo Star superior.png
Caixinha de perguntas Start.png
bottom of page