top of page
Buscar

Vídeo flagra Praia de Bombinhas tomada de cadeiras vazias às 8h da manhã; situação se repete em Xangri-lá

Imagem: reprodução/ santabellacatarina/ TikTok.

Turistas compartilharam nas redes a areia da Praia de Bombinhas ‘tomada’ por cadeiras e guarda-sóis, supostamente de comerciantes, já no começo da manhã, com pouco espaço para itens próprios. O assunto é polêmica desde o começo do verão e já foi até pauta da Guarda Municipal.


Bares e restaurantes não podem colocar cadeiras e guarda-sóis na faixa de areia. Quaisquer objetos instalados nesses lugares tornam-se públicos e suscetíveis a apreensão. Estabelecimentos de outras finalidades devem obedecer espaço delimitado em edital do município.


No vídeo, nota-se que alguns assentos estavam ocupados por banhistas, mas a maioria deles não tinha ninguém. Usuários criticaram o cenário no local. “Parei de ir para Bombinhas por causa disso”, disse um internauta na publicação.


O ND Mais contatou a prefeitura do município, que disse não ter recebido diretamente relatos de falta de espaço na Praia de Bombinhas.


Caso de Bombinhas é "drama" antigo em Santa Catarina no atual verão


O assunto ficou em evidência na atual temporada com um caso de Florianópolis. Em dezembro, circulou na internet uma publicação onde uma banhista revelou que a areia da Praia da Daniela já não tinha espaço para colocar equipamentos antes mesmo das 8h.


No caso, as cadeiras e guarda-sóis de comerciantes haviam tomado o lugar. “Ocupei e eles ofereceram para alugar. Eu disse que tínhamos o nosso e perguntei se poderiam retirar o deles, responderam que não, porque tinha um casal alugando. Falei que não existe reserva na praia e retiraram”, relatou na época.


A Guarda Municipal foi ao local, multou o estabelecimento e apreendeu os itens excedentes. A comerciante dona dos equipamentos se defendeu na época apontando que faltou instrução no edital da prefeitura em relação a quantos kits eles podiam disponibilizar na praia.


A polêmica envolvendo as tendas de condomínios montadas à beira-mar em Remanso

Imagem: arquivo pessoal.

Antigos veranistas com casa em Remanso, no município de Xangri-lá, andam chateados com os condomínios da região. É que, neste verão, aumentou o número de estruturas montadas para reservar lugar na praia para os condôminos.


"Todos os dias, é a mesma coisa: os funcionários chegam com um reboque e erguem os gazebos na areia logo cedo. E quem veraneia aqui há 30, 40 anos, fica espremido. Muitos até tentam sentar embaixo dos toldos enquanto não chega ninguém, mas são gentilmente convidados a se retirar, mesmo estando tudo vazio. Dependendo do dia, só nos restam as dunas ou a área que fica sob as árvores" diz um dos membros da velha guarda.


A turma está até pensando em recorrer ao Ministério Público em busca de apoio ou mesmo de orientação, mas seus integrantes garantem: "ninguém ali é contra os condomínios”. O que os antigos veranistas desejam é "consideração".


"Os gazebos poderiam ir sendo colocados sob demanda, à medida que condôminos fossem chegando. Seria mais justo", sugere um vizinho.


Fonte: ND Mais e GZH

0 comentário

Comments


Grupo Star superior.png
Caixinha de perguntas Start.png
bottom of page