top of page
Buscar

Ex-aluno invade escola e mata estudante a tiros em Cambé, no Paraná


Imagem: Kathulin Tanan/ RPC.

Uma aluna de 16 anos foi morta no Colégio Estadual Professora Helena Kolody, em Cambé, no Norte do Paraná, na manhã desta segunda-feira (19). Na ação, um aluno foi baleado na cabeça e foi socorrido. Segundo a PM, o atirador foi preso.


Segundo a Polícia Militar, o crime aconteceu por volta das 9h. Um ex-aluno, de 21 anos, foi até a direção da escola para solicitar documentos, quando fez os disparos.


Karoline Verri Alves, de 16 anos, foi baleada e morreu no local. Um outro aluno, Luan Augusto, também de 16, foi baleado na cabeça e socorrido para o Hospital Universitário de Londrina (HU). Segundo as famílias, os dois eram namorados.


Após os disparos, a polícia foi acionada e o atirador foi preso. Segundo a PM, foram apreendidos com o atirador uma machadinha, carregadores de revólver e a arma usada.


Após os disparos, a prefeitura e o governo estadual anunciaram a suspensão das aulas em todas as escolas em Cambé.


Aluna relata terror

Uma das alunas do colégio, relatou momentos de pânico onde um ex-aluno invadiu o local e fez os disparos. Ela conta que estava no refeitório com as amigas quando ouviu disparos.

"Na hora a gente estava sentado no refeitório, eu e umas amigas. Na hora escutamos três tiros, tipo bombinha. Quando viramos, tinha um menino na fresta do portão. Aí a gente falou, não vamos fazer barulho e correr. Na hora que a gente viu, ele já tinha passado, por outro lado. Só via as faíscas do revolver saírem", relatou.

Em meio aos disparos, ela conta que o diretor do colégio chamou os alunos para entrarem nas salas para se esconder.


Governo decreta luto oficial e autoridades comentam

O presidente Lula se manifestou nas redes sociais e lamentou os disparos nas escolas. O governador Ratinho Junior (PSD) decretou luto oficial de três dias no Paraná e lamentou a morte da aluna.


"Como governador e pai a minha solidariedade aos familiares nesse momento de dor tão profunda. Paraná está em luto", disse o governador.


Em um evento no Rio de Janeiro, o ministro da Justiça, Flávio Dino, lamentou o caso de violência e reforçou a necessidade de ações sobre as redes sociais. “Hoje vemos no Brasil a apologia à violência na palma das mãos dos jovens”, destacou.


Em evento no Ceará, o ministro da educação também lamentou a morte e o caso de violência na escola no Paraná. "Lugar de escola é lugar de paz, de acolhimento, de receber as crianças bem. Nós vamos ser implacáveis com todas as determinações do presidente para garantir tranquilidade numa parceria com estados e municípios brasileiro. É lamentável esse episódio ter acontecido", disse.


Fonte: g1

0 comentário

Comments


Grupo Star superior.png
Caixinha de perguntas Start.png
bottom of page