top of page
Buscar

Laboratório de drogas é descoberto pela polícia em Novo Hamburgo


Imagem: divulgação/ Polícia Civil.

Um laboratório de drogas com alto valor de mercado foi descoberto por volta do meio-dia desta quarta-feira (5), em Novo Hamburgo. No local, eram produzidos e armazenados entorpecentes distribuídos para usuários de toda a região a partir de vendas feitas pelo WhatsApp. O laboratório funcionava em uma casa do bairro Rincão.


Foram apreendidas drogas como LSD, cocaína, maconha – inclusive a do tipo "camarão", com maior potencial entorpecente e mais cara –, haxixe, ecstasy e lança perfume. De acordo com o delegado Ayrton Figueiredo Martins Júnior, da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco), o prejuízo estimado aos traficantes é de, ao menos, R$ 1 milhão.


A apreensão do material é um desdobramento da prisão do gerente do esquema, detido pela manhã, na cidade vizinha de Estância Velha, no bairro Sol Nascente. O laboratório ficava a poucas quadras da casa onde o homem, de 28 anos, foi pego. Com ele, foram apreendidas uma pistola roubada, munições e uma prensa hidráulica utilizada para a mistura dos produtos, além de dinheiro. Já no laboratório, não havia ninguém quando a polícia chegou.


"O laboratório ficava em uma casa de alto padrão, justamente porque são locais que os criminosos acreditam ser de pouca visibilidade, ou seja, locais que, no entendimento deles, teriam pouca chance de serem investigados pela polícia", explica o delegado.


O esquema de tráfico funcionava em um modelo de telentrega, no qual os clientes faziam os pedidos por um grupo de WhatsApp. Havia, inclusive, uma espécie de "cardápio" à disposição dos usuários.


A prisão e a descoberta do laboratório e depósito de entorpecentes ocorreram no âmbito da Operação Delivery. Conforme o Ayrton Júnior, outras prisões com características semelhantes têm sido efetuadas na região.


Ele explica que o Vale do Sinos é visado pelos traficantes por ter grande número de consumidores com poder aquisitivo elevado. Além disso, a presença de uma organização criminosa com larga experiência no tráfico também reforça essa prática ilegal na região.


Fonte: GZH

0 comentário

Comentários


Grupo Star superior.png
Caixinha de perguntas Start.png
bottom of page