Buscar

Black Friday 2021: veja 10 dicas para aproveitar as compras na web – e evitar furadas


Comerciantes decidiram antecipar promoções da Black Friday em Ribeirão Preto, SP | Imagem: reprodução/ EPTV.

A Black Friday está marcada para 26 de novembro, mas muitas promoções já estão sendo divulgadas pelos comerciantes em lojas físicas e online. Para que as compras realmente valham a pena, é importante comparar os preços e redobrar os cuidados para não cair em furadas.


O g1 listou 10 dicas para comprar com segurança com cartão de crédito, boleto e — pela primeira vez este ano — com PIX.

De acordo com levantamento realizado em setembro pela consultoria Gmattos, mais de 50% das lojas online brasileiras oferecem o PIX como alternativa de pagamento. Em janeiro, esse percentual era de 17%.


O sistema ocupa a terceira posição entre os meios de pagamento mais utilizados pelos brasileiros, empatado com as carteiras digitais. Na liderança estão o cartão de crédito (98,3%) e o boleto (83,0%).


Segundo Gastão Mattos, CEO da Gmattos, os pagamentos via PIX têm menor chance de fraude, já que o cliente não fornece dados bancários para o pagamento. As fraudes visam com maior frequência pagamentos por cartão de crédito: em muitos casos, o fraudador seduz o consumidor oferecendo uma promoção fora do padrão do mercado para roubar seus dados pessoais.

"Como o PIX tem autenticação biométrica, é mais difícil acontecer com ele. Mesmo assim, é preciso ter cuidado porque há lojistas oferecendo promoções específicas para pagamento com o sistema, já que ele tem liquidação instantânea", afirmou o executivo.

Carolina Rezemini, diretora da startup Credolab, sugere que o consumidor evite clicar em links recebidos por WhatsApp, e-mail, redes sociais ou mesmo SMS para cadastro da chave do PIX.

Essas mensagens devem chegar aos usuários com ainda mais frequência nos dias que antecedem a Black Friday, alerta a diretora.

O cadastro de chaves PIX deve ser feito exclusivamente pelos sites/aplicativos do próprio banco do cliente.


Veja 10 dicas para aproveitar a Black Friday sem cair em furadas


  1. Priorize uma rede privada: redes gratuitas podem não ser protegidas;

  2. Veja se o site é seguro: certifique-se de que está fazendo a compra em uma página segura, ao checar a presença de um cadeado ao lado do link;

  3. Tenha um antivírus: ele pode detectar sites que contenham arquivos maliciosos;

  4. Cuidado com as senhas: use uma para cada cadastro;

  5. Proteja seu cartão de crédito: desabilite a opção de salvar os dados do cartão no site de compra e, se possível, utilize o cartão virtual;

  6. Formas de pagamento: desconfie de lojas que aceitam apenas transferência ou boleto;

  7. Mensagens de ‘phishing’: verifique o endereço antes de clicar em links recebidos; priorize a página oficial da loja;

  8. Promoções em redes sociais: cuidado com possíveis páginas falsas, que visam roubar dados;

  9. Lojas menores: dê preferência às que possuem algum sistema de pagamento como intermediário;

  10. Sites de reclamações: verifique a confiabilidade das lojas em sites de reclamações, como o Reclame Aqui e o Procon.


Fonte: g1


0 comentário
Sem título.png
Caixinha de perguntas Start.png