top of page
Buscar

Chuva faz com que barreiras se rompam em Cachoeirinha e lixo no Rio Gravataí avança


Imagem: Kathlyn Moreira/ Agência RBS.

A chuva intensa que caiu sobre a Região Metropolitana na madrugada desta quarta-feira (15) elevou o nível, e a correnteza, do Rio Gravataí e fez com que a espécie de ilha de lixo, acumulada sobre a água ao menos desde a semana passada em Cachoeirinha, avançasse cerca de 200 metros. Algumas das barreiras que continham os resíduos se romperam, mas outras existentes evitaram que o material se espalhasse. Segundo a Defesa Civil, cerca de 67 milímetros de chuva caíram sobre a Bacia do Gravataí desde a terça-feira.


Além de uma barreira natural, formada por macrófitas, uma das duas boias de contenção instaladas pela prefeitura também se rompeu. Porém, conforme o diretor da Defesa Civil de Cachoeirinha, Vanderlei Marcos, a quantidade de lixo permanece a mesma e a situação não deve impedir a retirada e manejo do material.


"Nós passamos, a pedido do prefeito municipal, acompanhando os resíduos a madrugada toda. Em torno das 5h, teve um deslocamento de 200 metros do local onde ele estava para mais abaixo no leito do rio. Mas os resíduos estão aqui", afirmou.


A prefeitura de Cachoeirinha assinou um contrato de R$ 1,3 milhão com uma empresa especializada na remoção de resíduos perigosos. Em entrevista ao Atualidade, da Rádio Gaúcha, o prefeito de Cachoeirinha, Cristian Wasen, afirmou que uma equipe da firma contratada está a caminho do local. "A gente precisa de uma avaliação técnica do local, mas, a princípio, começa agora no início da tarde [o trabalho de remoção]", explicou.


Segundo Wasen, a empresa utiliza maquinário semelhante a uma escavadeira hidráulica, instalado sobre um barco, para remover os resíduos da água. Será possível, segundo a companhia, retirar até dois mil metros cúbicos de material por dia. Os resíduos serão colocados em caminhões do Departamento Municipal de Limpeza Urbana (DMLU) e depois analisados, para que recebam a destinação correta.


"Foi dada a ordem de início [da remoção] ontem. Temos um prazo de 20 a 30 dias [para conclusão do trabalho]", disse Wasen.


Fonte: GZH

0 comentário
WhatsApp Image 2024-02-26 at 16.17.18.jpeg
Caixinha de perguntas Start.png
bottom of page